Toshiba. Proposta multa recorde de 55 milhões

Supervisor financeiro acusa a multinacional de ter subestimado das provisões por perdas contratuais e de ter sobrestimado a faturação de alguns projetos


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031
A Toshiba enfrenta uma potencial multa de 55 milhões de euros, de acordo com a recomendação da Comissão de Supervisão do Mercado de Valores do Japão à Agência de Serviços Financeiros e ao primeiro-ministro do Japãp, no que seria a maior sanção económica imposta pelo regulador a uma empresa japonesa.

A proposta de penalização planeada pela Comissão é fundamentada “sobre a base dos resultados das inspeções centradas nas informações falsas relativas ao estado das contas da empresa”.

Em concreto, o supervisor financeiro acusa a multinacional de ter subestimado das provisões por perdas contratuais e de ter sobrestimado a faturação de alguns projetos.

Assim, o supervisor considera que a Toshiba apresentou às autoridades documentos sobre o estado das suas contas “contendo declarações falsas sobre elementos materiais”.

Por sua parte, a multinacional japonesa indicou que se encara “muito seriamente” a recomendação da SESC e assegurou que “irá examinar a sua resposta depois de receber uma notificação oficial”, ainda que sublinhe que “na ausência de circunstâncias especiais, não se discutirá os feitos relevantes ou a quantidade a pagar”.

OJE

Recomendadas

“2023 será um ano de crescimento nos mercados externos”

O Grupo VAA tem como objetivo globalizar as suas duas marcas principais, Vista Alegre e Bordallo Pinheiro, e identificou sete mercados estratégicos onde está a apostar, explica Nuno Barra.

“Empresas arriscam sozinhas a entrada em mercados pela fraca dinamização e falta de apoio”

Mais de mil empresas participaram no Portugal Exportador no dia 23, orientado para a estratégia de internacionalização.

Rampa Digital dá consultoria às empresas sobre negócios no online

Associação .PT, gestora do domínio web português, quis estar perto das empresas que estão em processo de internacionalização.