Trabalhadores do Metropolitano de Lisboa fazem greve de 24 horas em 12 de outubro

“Vamos fazer uma greve no dia 12, de 24 horas”, indicou Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans).

Metro de Lisboa

Os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa vão fazer uma greve de 24 horas no dia 12 de outubro por aumentos salariais e melhores condições de trabalho, disse hoje fonte sindical, revelando que este é o início de “novas lutas”.

“Vamos fazer uma greve no dia 12, de 24 horas”, indicou Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans).

Em declarações à Lusa, a sindicalista explicou que a administração do Metropolitano de Lisboa mostra-se “irredutível e sem qualquer capacidade negocial”, pelo que o processo negocial iniciado há meses não foi concluído.

Por isso, os trabalhadores “não têm aumentos salariais, o que, face a esta situação com a inflação a cifrar-se em 9% por mês, não é de todo admissível”, afirmou.

“Os trabalhadores estão a perder poder de compra”, frisou.

Anabela Carvalheira destacou também que continuam a faltar trabalhadores no Metropolitano de Lisboa.

Outro dos motivos prende-se com dois processos disciplinares com intenção de despedimento que a empresa levantou a dois trabalhadores depois de uma greve realizada em junho, que a Fectrans considera serem ilegais.

“Face a estes motivos, vamos iniciar uma fase de novas lutas, estando já marcado um plenário para dia 10 de outubro para decidir essas novas formas de luta”, afirmou a sindicalista.

Recomendadas

Bosch procura 100 profissionais para centro de desenvolvimento de software para airbags e travões em Braga

“A partir de Braga, vamos contribuir para o objetivo de continuar a salvar vidas, tornando a condução mais segura e confortável”, explica Carlos Ribas, representante da Bosch em Portugal. ‘Recruitment days’ vão decorrer em Braga nos dias 13 e 14 de janeiro.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta segunda-feira.

“Taxa Amazon”. Barcelona prepara-se para taxar empresas de entregas

A cidade espanhola deverá aplicar uma taxa às empresas que circulem no espaço público para entregar encomendas online. Medida abrange empresas com mais de um milhão de euros em receitas anuais e deverá encaixar cerca de 3 milhões nos cofres da autarquia.
Comentários