Tranquilidade acaba com marca Açoreana no Continente e na Madeira

No Continente e na Madeira o nome muda para Tranquilidade. A Açoreana continua só nos Açores e a Logo mantêm-se sem alterações dizem fontes oficiais ao Jornal de Negócios.

Cristina Bernardo

A marca Açoreana vai permanecer somente nos Açores. Tanto no Continente como na Madeira, vai mudar para Tranquilidade, uma marca que faz parte do grupo de seguradoras Unidas que pertence aos norte-americanos da Apollo.

“Em Portugal continental e na região autónoma da Madeira será usada unicamente a marca Tranquilidade. Pelo seu valor para a região, o naming Açoreana será mantido no mercado da região autónoma dos Açores”, disse fonte oficial da dona da Tranquilidade em declarações ao “Jornal de Negócios” desta quarta-feira.

A Logo vai permanecer sem alterações e “continuará a ser utilizada no segmento telefónico e online”, disse ainda.

 

Relacionadas

Açoreana e Tranquilidade confirmam saída de trabalhadores até 2018

Numa declaração escrita enviada à agência Lusa, a Seguradoras Unidas – nova designação assumida pela Tranquilidade após a fusão com a Açoreana – diz estar “a dar continuidade ao programa de redimensionamento que tem vindo a implementar”, adiantando que este “será feito de forma planeada”, com vista à “adequação dos postos de trabalho às reais necessidades da empresa”.

Tranquilidade e Açoreana passam a Seguradoras Unidas

As marcas vão no entanto manter-se, diz Apollo.
Recomendadas

Madeira vê receita aumentar 8% e despesa a subir 18%

Em agosto a região teve um défice de 35 milhões de euros.

Miguel Gouveia: “Vejo muitas pessoas a discutir lugares e pouca gente a discutir a Madeira do futuro”

O antigo presidente da Câmara do Funchal mostra-se disponível para uma solução governativa, liderada pelo PS, na Madeira, mas diz que mais do que falar em lugares é preciso criar uma planificação daquilo que se pretende para a Madeira, ter uma abertura grande à sociedade civil, auscultar todos os sectores, e encontrar propostas robustas e consensuais.

Madeira: Marta Freitas volta a representar PS no Conselho Consultivo sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência

Marta Freitas, que já havia assumido esta posição no mandato anterior, foi agora reconduzida pelo Grupo Parlamentar Socialista, tendo tomado posse esta segunda-feira.
Comentários