Trânsito condicionado na A9 entre 11 e 17 de dezembro

O trânsito na CREL estará condicionado nos dois sentidos durante a próxima semana.

A Brisa informou há minutos que o trânsito na A9, também conhecida como CREL – Circular Regional Exterior de Lisboa estará condicionado entre os próximos dias 11 de dezembro (segunda-feira) e 17 de dezembro (de domingo a uma semana).
“A Brisa Concessão Rodoviária (BCR) informa que no âmbito de trabalhos de intervenção na drenagem do separador central, no sublanço A9-A16 / Radial da Pontinha da A9-Circular Regional Exterior de Lisboa (CREL), se vão verificar algumas implicações na circulação”, explica um comunicado da concessionárias de auto-estradas do Grupo José de Mello.

Entre as zero horas do dia 11 de dezembro e as 24 horas do dia 17 de dezembro, corte de via esquerda, no sentido Estádio – Alverca, entre o quilómetro 8 e o quilómetro 11, adianta a empresa liderada por Vasco de Mello.

Por seu turno entre as zero horas do dia 11 de dezembro e as 24 horas do dia 17 de dezembro, haverá um corte de via esquerda, no sentido Alverca – Estádio, entre o quilómetro 11 e o quilómetro 9.

Recomendadas

TAP diz que renovação da frota automóvel permite poupar anualmente 630 mil euros

A TAP diz que a opção de comprar 50 BMWs representa uma poupança superior a 20% do valor mensal da renda e tributação, relativamente a novos contratos de renting e está em linha com o plano de reestruturação.

Sindicato diz que renovação da frota automóvel da TAP é ética e moralmente condenável

Num comunicado aos associados que a Lusa teve acesso, o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) assinala que “foi com enorme estupefação e uma boa dose de vergonha alheia que os sindicatos, os trabalhadores do grupo TAP e os contribuintes portugueses foram confrontados com uma notícia que pode até ter uma rebuscada justificação económica, mas que é ética e moralmente condenável”.

Investimentos em eólicas e solar foram 15 vezes superiores ao nuclear – relatório

Cerca de 350 mil milhões de dólares foram investidos em todo o mundo em projetos de energia solar ou eólica, contra os 24 mil milhões dedicados a projetos de energia nuclear, indica o World Nuclear Industry Status Report.
Comentários