Treino e diversão na praia! Os Fit Moves Games do Fitness Hut estão de volta.

No dia 2 de junho, o Fitness Hut volta a levar o exercício físico para junto do mar. O areal da praia de Santo Amaro de Oeiras vai receber uma corrida de obstáculos que junta sócios, staff e elementos de outros clubes.

O desafio está lançado. Ao longo do ano os ginásios Fitness Hut incentivam os seus sócios a melhorar a sua condição física e, consequentemente, a sua saúde. Com os Fit Moves Games, que comemoram sete anos, é altura de entrar em competição e provar que está em forma.

A prova, apelidada de rainha do Fitness Hut, é realizada no areal e no mar mas o circuito só será revelado no próprio dia. Para ser o mais completa possível, inclui exercícios como empurrar, puxar, saltar, agachar, girar e lançar.

Equipas de quatro elementos irão disputar o pódio nesta corrida de obstáculos.

Nesta competição saudável e familiar, as crianças não foram esquecidas. Há jogos que foram pensados especificamente para os mais pequenos, dos 6 aos 15 anos.

Para as equipas vencedoras haverá prémios a distribuir por cada elemento.

As inscrições estão abertas para todos os interessados, da grande Lisboa, sul de Lisboa, norte e centro do país. Só falta formar uma equipa e meter os pés na areia num sábado cheio de saúde.

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com o Fitness Hut.

Recomendadas

Advogados do caso BES querem Supremo a decidir pela manutenção de Ivo Rosa no processo

Na terça-feira a providência 24/22, deu entrada no Supremo e ficou decidido como relator o juiz conselheiro Manuel Capelo, segundo a “TSF”.

Empresas podem participar num estudo gratuito sobre clima organizacional até novembro

Em cada edição, o Índice da Excelência premeia as organizações que apresentam um melhor clima organizacional e que se destacam como organizações de excelência em Portugal. Para participar, as empresas terão de concluir a sua inscrição até ao final de novembro.

Líder do Conselho de Deontologia de Lisboa recandidata-se e critica bastonário dos advogados

Presidente do Conselho de Deontologia de Lisboa aponta perseguição por parte do atual bastonário e apelida a sua gestão de “fechada” e “opaca”. Alerta para falta de meios e “transparência” de gastos.
Comentários