Tribunal de Madrid condena Banco Popular a pagar 2 milhões por danos a clientes

O tribunal de Madrid condenou a divisão da banca privada do Banco Popular a pagar 2,1 milhões de euros por danos a clientes que subscreveram obrigações convertíveis em ações entre 2007 e 2009.

O tribunal de Madrid condenou a divisão da banca privada do Banco Popular a pagar 2,1 milhões de euros por danos a clientes que subscreveram obrigações convertíveis em ações entre 2007 e 2009.

O tribunal considera que não foi dada aos clientes informação exaustiva sobre um produto “de difícil compreensão”. Considera que os utilizadores não tinham conhecimentos financeiros suficientes e necessários para entender a complexidade.

Segundo a sentença, citada pela agência EFE, os clientes insistiam na necessidade de ser indemnizados pelo Banco Popular, que comercializava um produto “não adequado ao perfil do cliente” e sem “o teste adequado de conveniência”.

Contudo, o Banco Popular defendeu ter cumprido o seu dever de informação.

Mas, segundo a sentença, “não basta a entrega do tríptico informativo sobre a natureza do produto, de difícil compreensão (…) nem reuniões sobre as quais não é claro o conteúdo”.

Recomendadas

TAP: Serviços mínimos para greve abrangem países lusófonos e comunidades portuguesas

Os serviços mínimos para a greve dos tripulantes de cabine da TAP, marcada para quinta e sexta-feira, abrangem as regiões autónomas, os países lusófonos e zonas com emigrantes portugueses, segundo um acórdão hoje publicado.

Caixa realiza Simulacro anual no edifício Sede

“O exercício teve a participação de 3 mil pessoas que se encontravam no edifício à hora do simulacro”, diz a CGD.  

Sindicato diz que contraproposta de aumentos salariais da Altice fica aquém do pretendido

A proposta da Altice consiste num aumento de 2% para valores base abaixo de 1.300 euros, garantindo um vencimento mínimo de 800 euros e de 1% para valores base entre os 1.300 euros e os 2.300 euros.
Comentários