Tribunal do Japão liberta braço direito de Carlos Ghosn sob fiança

A fiança ficou fixada em cerca de 635 mil dólares.

Carlos Ghosn

A justiça japonesa aprovou a libertação sob fiança de Greg Kelly, braço direito do antigo presidente da Nissan, Carlos Ghosn.

A fiança ficou fixada em em cerca de 635 mil dólares, diz a Reuters, sendo que este valor foi pago em dinheiro.

Greg Kelly foi detido juntamente com Carlos Ghosn, por ajudar a ocultar rendimentos do antigo presidente da Nissan, que pode ter chegado aos 38 milhões de euros.

A NHK diz que Greg Kelly pode ficar proibido de sair do país e contactar pessoas relacionadas com o caso.

Um porta-voz da Nissan já tinha referido que a empresa tinha lançado uma investigação que descobriu indícios de conduta impróprio, tanto de Greg Kelly como de Carlos Ghosn, suficientes para os afastar dos cargos que ocupavam na empresa de automóveis.

 

Relacionadas

Ministério Público japonês acusa ex-presidente da Nissan de ocultar rendimentos

De acordo com a agência nipónica Kyodo e o canal público NHK, o Ministério Público responsabiliza também a Nissan, uma vez que foi a empresa a apresentar os relatórios às autoridades.

Ministério Público de Tóquio anuncia nova acusação contra ex-presidente da Nissan

A nova acusação, que se soma a duas anteriores, com mandados de prisão diferentes, baseia-se numa alegada violação de confiança agravada que terá prejudicado a Nissan Motor, de acordo com a rede de televisão pública nipónica NHK.
Recomendadas

Duzentos trabalhadores dos Transportes de Coimbra manifestam-se contra eventual internalização

Cerca de 200 trabalhadores dos Serviços Municipalizados dos Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) concentraram-se hoje na antiga Igreja do Convento São Francisco, naquela cidade, onde vai decorrer uma sessão da Assembleia Municipal, na qual será votada a internalização daquele serviço.

Presidência da República enviou há um mês denúncia à PGR envolvendo José Ornelas

A Presidência da República informou hoje que “enviou à Procuradoria-Geral da República (PGR), no dia 06 de setembro, uma denúncia envolvendo, nomeadamente, D. José Ornelas”, sem especificar em que consiste essa denúncia.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.
Comentários