Trocar ovos e pão branco por aveia ao pequeno almoço pode diminuir risco de AVC, sugere novo estudo

Para minimizar os riscos de AVC, os especialistas recomendam não fumar, fazer exercício regularmente, manter um peso saudável, controlar a pressão sanguínea, o colesterol e o açúcar no sangue, e seguir uma dieta rica em grãos integrais, frutas, legumes e verduras, proteína e gorduras limitadas.

Se a ementa do seu pequeno almoço inclui ovos ou torradas de pão branco, talvez seja melhor reconsiderar. De acordo com um nova investigação conduzida pela Universidade Aarhus, na Dinamarca, comer pequeno almoço todos os dias, pode reduzir os riscos de Acidente Vascular Cerebral (AVC). No geral, os participantes do estudo que comeram mais ovos e pão branco revelaram ter hábitos alimentares menos saudáveis ​​do que as pessoas que ingeriram mais aveia, e assim, diminuíram os riscos de AVC, segundo a Reuters.

Os investigadores examinaram a dieta de cerca de 55 mil adultos na Dinamarca que tinham, média, 56 anos e sem histórico de AVC. No início de cada semana, os participantes consumiam em média 2,1 porções de ovos, três porções de pão branco, uma porção de iogurte e apenas 0,1 porção de aveia. Os investigadores acompanharam metade dos participantes durante, pelo menos, 13,4 anos. Durante esse período, 2.260 pessoas sofreram um derrame cerebral.

Usando um modelo estatístico, os investigadores calcularam que uma pessoa que substituísse uma porção de ovos ou pão branco por aveia teria um risco 5% menor de derrame comparativamente a alguém que se ficasse pelos ovos ou pão nesta primeira refeição. Comer aveia em vez de iogurte não pareceu afetar o risco de AVC.

Embora o estudo não tenha sido projetado para provar se ou como a aveia pode reduzir o risco de derrame, a aveia pode fazer isso ajudando a diminuir o colesterol, explicou Christina Dahm por email à Reuters, esta quinta-feira.

A maioria dos acidentes vasculares cerebrais ocorre quando um coágulo bloqueia uma artéria que transporta sangue para o cérebro.

Para minimizar esse risco, a American Heart Association (AHA) recomenda não fumar, fazer exercício regularmente, manter um peso saudável, controlar a pressão sanguínea, o colesterol e o açúcar no sangue e seguir uma dieta rica em grãos integrais, frutas, legumes e verduras, proteína e gorduras limitadas.

Recomendadas

Mau tempo. Mais de 100 pessoas obrigadas a sair de casa na Amadora, segundo a Proteção Civil

O comandante de operações José Miranda disse à Lusa que desde o início do alerta – 00:00 de dia 07 até às 07:00 de hoje – foram registadas 849 ocorrências

Mau tempo: Sapadores de Lisboa registam 292 ocorrências devido a inundações

Fonte dos Sapadores Bombeiros de Lisboa disse à Lusa esta manhã que das 292 ocorrências registadas, “a grande maioria, 162 foram inundações em espaços privados, habitações, e 96 na via pública”.

Presidente da República lamenta morte de mulher em inundação e aponta falta de “obras estruturais” em Lisboa

“Estava fora de Lisboa e fiquei surpreendido. O problema é mais vasto do que Lisboa, mas em Lisboa, ao final da tarde, início da noite, percebi que a situação estava mais grave”, sublinhou o chefe de Estado, em declarações aos jornalistas na zona de Alcântara.
Comentários