Troika queria 24 mil milhões para a banca, revela Carlos Costa

O governador do Banco de Portugal disse hoje que, em 2011, quando Portugal pediu ajuda internacional, a troika pretendia que a linha de capitalização da banca fosse de 24 mil milhões de euros, o dobro da que foi constituída.   Carlos Costa falava no XI Fórum da Banca, organizado pelo Diário Económico, que decorre hoje […]

O governador do Banco de Portugal disse hoje que, em 2011, quando Portugal pediu ajuda internacional, a troika pretendia que a linha de capitalização da banca fosse de 24 mil milhões de euros, o dobro da que foi constituída.

 

Carlos Costa falava no XI Fórum da Banca, organizado pelo Diário Económico, que decorre hoje em Lisboa, tendo realçado que os bancos portugueses registaram imparidades de 31 mil milhões de euros durante este período e que boa parte desse esforço foi feito através de capital privado.

 

Em 2011 foi constituída uma linha de recapitalização para a banca de 12 mil milhões de euros.

 

OJE/Lusa

Recomendadas

Crise/Inflação: Casais podem receber 125 euros pelo IBAN do reembolso do IRS

O apoio de 125 euros é individual, mas os casais que entreguem o IRS em conjunto e só tenham o IBAN do reembolso deste imposto confirmado nas Finanças recebem o apoio nessa conta bancária, esclareceu hoje fonte oficial.

PremiumPartidos convergem nos apoios às famílias e crescimento económico

Os partidos com assento parlamentar começam a definir as prioridades para o próximo Orçamento do Estado. Num quadro de incerteza, continuidade e necessidade de calibrar medidas é o elemento central do PS. Oposição reclama respostas ao acelerar da inflação.

Premium“Dá-se quase uma medalha a quem consegue fugir aos impostos”, diz presidente da APIT

O presidente da APIT salienta que Portugal está a braços com a economia informal e que são precisas políticas de cidadania na área.