Trump quer Homem a dar novos passos na Lua

As novas viagens de tripulações humanas à Lua terão como objectivo a preparação de futuras missões a Marte.

Jonathan Ernst/REUTERS

O Presidente dos EUA, Donald Trump, deverá assinar esta tarde uma nova diretiva sobre o programa espacial americano, em que afirmará como objetivo o regresso de missões à superfície da Lua.

Segundo o vice-secretário de Imprensa da Casa Branca, Hogan Gidley, “o presidente ouviu as recomendações do Conselho Espacial Nacional e irá alterar a nossa política de missões espaciais humanas, para ajudar a América a tornar-se a força motriz da indústria espacial, ganhar novos conhecimentos acerca do cosmos, e desenvolver tecnologia incrível”.

Para além de uma missão à Lua, o objectivo da Administração de Trump será lançar as bases de uma missão espacial com tripulação humana a Marte.

Em outubro, o vice-presidente Mike Pence já havia declarado que “astronautas americanos irão regressar à Lua, não apenas para deixar pegadas e bandeiras, mas para construir os alicerces de que precisamos para enviar americanos para Marte e mais além”.

Segundo o site Spacenews, alguns especialistas receiam que uma nova ênfase no regresso de missões humanas à Lua acabem por ter o efeito inverso ao pretendido e anunciado por Pence, adiando as missões a Marte, desviando fundos desse esforço para missões lunares.

 

Recomendadas

Eleições do Brasil: Lula recupera e segue na frente com 70% dos votos contados

A segunda volta parece cada vez mais forte numa altura em que os dois candidatos estão taco a taco nos 45%, mas com Lula da Silva, do PT, a tomar a dianteira.

Eleições do Brasil: Bolsonaro mantém-se na liderança com 50% dos votos contados

A segunda volta é cada vez mais certeira, quando a contagem dos votos prossegue e a distância entre os dois principais candidatos à Presidência do Brasil diminui.

Eleições do Brasil: Primeiros números oficiais dão liderança a Bolsonaro sem maioria absoluta

Às 21h30, pouco mais de 1% dos votos válidos estavam contados. Em Lisboa, as urnas fecharam pelas 20:00, após o encerramento ser prolongado devido à forte afluência.
Comentários