Trump rejeita pacote de estímulo económico exigindo subsídios maiores para os norte-americanos

O pacote de estímulo económico aprovado pelo Congresso, esta segunda-feira, prevê que os norte-americanos recebam subsídios semanais de 600 dólares e subsídios de desemprego de 300. Donald Trump ameaça vetar a proposta de lei argumentando que os contribuintes dos Estados Unidos devem receber subsídios entre 2 a 4 mil dólares por semana.

Donald Trump | DOUG MILLS/GETTY IMAGES

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recusou assinar o pacote de estímulos à economia aprovado pelo Congresso, pedindo que fosse modificado de forma a incluir um valor mais elevado nos cheques que são enviados a todos os norte-americanos (que ganham menos de 75 mil dólares por ano).

Esta semana, os democratas e os republicanos chegaram a um consenso sobre um pacote de estímulo no valor de 900 mil milhões de dólares (cerca de 735 mil milhões de euros) para fazer face à devastação económica causada pela pandemia. O Senado aprovou o projeto com 91 votos a favor e sete contra, horas depois de a Câmara dos Representantes ter votado 359 a favor e 53 contra.

Incluindo nesse pacote, são o pagamento de 600 dólares a todos os norte-americanos com rendimentos inferiores a 75 mil dólares por ano e subsídios de desemprego de 300 dólares por semana. Porém, segundo Trump, este plano é “uma desgraça”, assinalando num vídeo colocado no Twitter que na sua leitura os contornos do plano são “muito diferentes” do que era esperado.

“O pacote de 900 mil milhões de dólares disponibiliza aos contribuintes norte-americanos apenas 600 dólares cada. Não é disponibilizado dinheiro suficiente para as PMEs e os restaurantes cujo os donos têm sofrido imenso [com a pandemia]”, referiu no vídeo.

Assim, o atual inquilino da Casa Branca quer que o Congresso aumento o pacote de estímulos de modo a que os norte-americanos recebam subsídios entre 2.000 dólares por pessoa ou 4.000 dólares por casal, ao invés do “ridiculamente baixo” 600 dólares como diz o projeto.

Mas esse não é o único problema que Trump vê no pacote acordado no Congresso. “Também quero que o Congresso se livre dos esbanjamentos e gastos desnecessários que estão nesta proposta de legislação, para que me enviem uma proposta adequada caso contrário poderá ser incumbida de lançar o novo pacote de estímulo económico contra a Covid – e essa administração pode acabar por ser minha”, afirmou Trump, mantendo as afirmações infundadas de que venceu as eleições de novembro.

Recomendadas

China diz que EUA estão a enviar “sinais perigosos” sobre Taiwan

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês deixou claro que uma escalada das atividades independentistas torna difícil um acordo pacífico, no que diz respeito a Taiwan,

Ucrânia. PM de Moçambique diz que “interesses do país” levaram a abster-se de condenar Rússia

“Não estamos a tomar posição nem de um lado, nem do outro. Estamos a tomar aquilo que a nossa Constituição nos diz para fazer e que é bom para o país e para os interesses de Moçambique”, salientou o primeiro-ministro moçambicano.

Lavrov acusa os EUA de “brincarem com o fogo” em Taiwan

Sergei Lavrov diz que os EUA estão a tentar fazer do mundo “o seu quintal” através da aplicação de sanções e acusa-os de “brincarem com o fogo” em Taiwan.
Comentários