‘Tuk-tuk’ lisboetas serão elétricos em 2017

Câmara de Lisboa aprovou a submissão a consulta pública do regulamento municipal respeitante à circulação de veículos turísticos, que estipula a obrigatoriedade de serem elétricos, o que deverá acontecer em “meados de 2017”, segundo a autarquia.

“O regulamento vem consolidar aquilo que foi o despacho do senhor presidente no ano passado, (…) regulando toda a parte dos transportes turísticos na cidade e dando especial ênfase aos chamados ‘tuk tuk'”, disse o vereador do Espaço Público, Manuel Salgado, que falava aos jornalistas no final da reunião privada, na qual foi aprovado – com a abstenção do PSD e do CDS-PP e os votos favoráveis do PCP e da maioria socialista (que inclui os Cidadãos por Lisboa) – o envio para consulta pública.

Segundo o autarca, mantêm-se as “orientações do despacho” em questões como “os circuitos, os locais interditos, as paragens e os horários”, passando também a estar expresso que estes carros sejam “tendencialmente veículos de emissão zero”, isto é, elétricos.

Questionado sobre a entrada em vigor da nova medida, que visa reduzir o ruído e as emissões poluentes, Manuel Salgado referiu que não existe um prazo definido, pois “deve ser fixado através de despacho e não de regulamento”.

“Espero que até meados de 2017 a situação esteja controlada”, estimou.

Ainda assim, o responsável ressalvou que “60% [destes veículos turísticos] já são elétricos”, número que tem vindo a aumentar “gradualmente”.

Recomendadas

Empresas reafirmam investimento contra riscos cibernéticos

A cibersegurança é uma prioridade para as empresas. O reforço do investimento na proteção de contra ataques mantém-se apesar da conjuntura atual marcada pela subida dos custos. 

Equinix cria fundo solidário de 50 milhões para promover a inclusão digital

A empresa de tecnologia norte-americana criou uma nova estrutura de apoio educativo. O conselho de administração da fundação irá, todos os anos, determinar o montante de doações da fundação, de modo a cobrir a concessão de contribuições ou a correspondência com as ofertas dos colaboradores.

Tecnológica portuguesa Innowave compra Cycloid

Desde 2018 que o grupo tem uma forte estratégia de M&A. “Esta aquisição é mais um passo na nossa estratégia de crescimento, materializada também na criação de centros de competência em Portugal, como é o caso de Lisboa, Porto, Coimbra, Faro e Beja”, afirmou o CEO da Innowave, Tiago Gonçalves.
Comentários