Tupperware duplica volume de negócios em cinco anos

Em Portugal, a indústria de recipientes de plástico esteve em crise mas a empresa conseguiu um crescimento de 100% do volume de negócios em menos de cinco anos.

A Tupperware Portugal duplicou o volume de negócios em cinco anos, continuando com crescimento das vendas na casa dos dois dígitos.

A estratégia seguida pelo diretor-geral da empresa, António Gil, baseou-se no aumento da rede de vendas e na formação contínua, através da criação de uma Escola de Negócios, bem como no aproveitamento da inovação dos produtos que anualmente são lançados em todo o mundo.

A fábrica portuguesa da firma está localizada na zona de Constância e emprega 400 trabalhadores. Fundada há 37 anos, é considerada um dos mais importantes empregadores e exportadores do distrito de Santarém e um fator-chave para o desenvolvimento do concelho em que se insere.

Expansão na Península Ibérica

No caso da sucursal de Espanha, o objetivo principal é duplicar o volume de negócios até 2020. De forma a cumprir as metas, António Gil foi convidado para o cargo de diretor-geral a nível ibérico.

O gestor lisboeta de 52 anos elaborou o plano estratégico e formou uma equipa de gestão única, composta por quadros portugueses e espanhóis que assumem pastas de responsabilidade tanto em território nacional como no país de nuestros hermanos.

 

Recomendadas

Portugal e Espanha terão de continuar a ter “exceção ibérica” no preço do gás

O primeiro-ministro disse que tem de continuar a haver uma “exceção ibérica” para os preços do gás mesmo que seja criado um novo mecanismo europeu, porque Portugal e Espanha continuam a ser “uma ilha” energética.

Costa contraria ideia de empobrecimento e afirma que Portugal está a crescer mais do que Alemanha, França e Espanha

Dados de Costa surgem dias depois das previsões de Outono da Comissão Europeia, cujas mais recentes previsões indicam que em 2024 a Roménia ultrapassará Portugal no ranking de desenvolvimento económico da UE.

PremiumOCDE deixa quatro recados a Portugal, do PRR ao orçamento

A OCDE está menos otimista do que estava no verão quanto à evolução da economia portuguesa no próximo ano, tendo revisto em baixa a previsão de crescimento do PIB. Aproveitou também para alertar para a importância do PRR e da consolidação orçamental.
Comentários