Twitter vê receitas de publicidade caírem desde entrada de Elon Musk

No final do ano passado a rede social registou uma queda de 40% dos anunciantes. Esta saíde de anunciantes tem aumentado desde que Elon Musk adquiriu a empresa.

O Twitter perdeu 40% das suas fontes de publicidade no final do ano passado, segundo o The Information, site especializado em tecnologia, e uma fonte da empresa.

Os top anunciantes do Twitter têm vindo a terminar contratos ou a diminuir os gastos em publicidade nesta rede social desde que Elon Musk a adquiriu, levando a uma diminuição na principal fonte de rendimentos da empresa.

Dos cerca de 30 anunciantes, 14 saíram da rede e quatro reduziram os seus custos entre 92% e 98% desde a semana anterior à aquisição da empresa por Musk, segundo dados da Pathmatics, citados pela “Reuters”.

Os anunciantes têm desistido das suas publicidades na rede social por terem preocupações sobre o rumo que as novas políticas da plataforma estão a tomar e ao aumento do discurso de ódio.

Recomendadas

Compra da Activision pela Microsoft levanta dúvidas ao regulador britânico

O regulador britânico publicou esta quarta-feira a sua decisão provisória sobre a compra da Activision pela Microsoft, avança a “CNBC”, afirmando que a aquisição pode resultar em preços mais elevados, menos opções e menos inovação.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Grandes petrolíferas dobraram lucros e atingem recorde

Lucros e dividendos a atingirem novos recordes, dívida a reduzir e investimento a aumentar. Grandes petrolíferas ocidentais registaram um bom ano de 2022.
Comentários