Tyson Fury arrecadou 32 milhões ao derrotar Dillian Whyte para segurar o título no seu último combate

O lutador de boxe venceu no Estádio de Wembley, o que lhe permitiu terminar a carreira da melhor forma, em frente a 94 mil pessoas. O prémio total, fixado em 38,5 milhões de euros, foi dividido pelos dois lutadores.

Fonte: Associated Press

Tyson Fury fechou a carreira com chave de ouro. O pugilista reteve o título de campeão do mundo de pesos pesados de boxe depois de bater Dillian Whyte no Estádio de Wembley (Londres), perante 94 mil pessoas. Uma vitória que rendeu ao lutador 33,6 milhões de dólares, naquele que foi o último combate da sua carreira.

A organização do evento tinha anunciado prémios num total de 41 milhões de dólares (38,5 milhões de euros) a dividir pelos dois lutadores. Fury, que se apresentava como detentor do título, tinha garantidos, à partida, 29,5 milhões de dólares (27,7 milhões de euros), a que juntou 4,1 milhões de dólares (3,9 milhões de euros), perfazendo um total de 33,6 milhões de dólares (31,5 milhões de euros). O vencido, Dillian Whyte, recebeu 7,4 milhões de dólares (sete milhões de euros), que poderiam aumentar para mais do dobro em caso de vitória.

De acordo com a informação das fontes oficiais, 90 mil bilhetes foram vendidos logo nas primeiras horas desde que foram disponibilizados. Existiam preços para todos os gostos, que variavam entre 61,88 libras (73 euros) e 2250 libras (2660 euros). As 94 mil pessoas que assistiram ao combate, permitiram o segundo registo mais elevado de sempre no que diz respeito à assistência em combates de boxe. Um número bem aquém, no entanto, dos 130 mil fãs da modalidade que viram o mexicano Julio César Chávez derrotar o norte-americano Greg Haugen no Estádio Azteca, situado na Cidade do México, em 1993.

No ringue, Tyson Fury venceu no sexto round, por knockout técnico, chegando às 32 vitórias consecutivas. Após o final do combate, o atleta anunciou o término da carreira, aos 33 anos.

Recomendadas

Venda do Chelsea deve estar concluída na segunda-feira

O Chelsea confirmou este sábado que chegou a um acordo definitivo para vender o clube inglês de futebol ao consórcio liderado pelo bilionário norte-americano Todd Boehly. A expectativa é que a transação fique concluída na segunda-feira.

Real Madrid e Liverpool. Quem leva a melhor no duelo dos números?

Duas das seis equipas mais valiosas do mundo vão defrontar-se amanhã, na final da Liga dos Campeões. Dentro de campo, não sabemos quem vence, mas fomos analisar os números fora dele.

Final da Liga dos Campeões: mais de metade dos apostadores acredita na vitória do Liverpool

A Solverde.pt divulgou as previsões que faz para a partida, enquanto a Betano deu a conhecer as tendências de apostas dos seus jogadores.
Comentários