Ucrânia: Bruxelas propõe mais ajudas a sector das pescas e aquacultura afetados pela guerra

A proposta do executivo comunitário tem que ser aprovada pelo Conselho da União Europeia e o Parlamento Europeu.

A Comissão Europeia propôs hoje um novo pacote de ajudas ao sector das pescas e aquacultura, no contexto dos efeitos económicos da invasão da Ucrânia pela Rússia.

Uma vez adotada a proposta, os Estados-membros terão a possibilidade de conceder rapidamente apoio financeiro para os custos adicionais e perdas económicas decorrentes da crise.

O segundo pacote de ajudas prevê uma compensação financeira no caso de a agressão militar russa obrigar à paragem das atividades de pesca, por questões de segurança, compensação financeira às organizações de produtores que armazenam produtos da pesca ou da aquicultura e a operadores dos sectores das pescas, da aquicultura e da transformação de produtos do mar pelos rendimentos perdidos e custos adicionais em que incorreram devido à perturbação do mercado causada pela guerra.

A proposta do executivo comunitário tem que ser aprovada pelo Conselho da União Europeia e o Parlamento Europeu.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que já matou quase dois mil civis, segundo dados da ONU, que alerta para a probabilidade de o número real ser muito maior.

A guerra causou a fuga de mais de 11 milhões de pessoas, mais de 4,5 milhões das quais para os países vizinhos.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

Recomendadas

Confederações agrícolas unem-se contra extinção das direções regionais do sector

Em comunicado conjunto enviado esta quarta-feira às redações, AJAP, CAP, CNA e Confagri referem que o entendimento “unânime” é de que a decisão é “altamente lesiva” para o sector agrícola. No documento, apela-se a que o Governo volte atrás na decisão, de forma imediata e inequívoca.

Novo regulamento para a descarbonização do transporte marítimo já entrou em vigor

As alterações em causa, que visam a prevenção da poluição atmosférica por navios, dizem respeito ao Anexo VI da Convenção Internacional para a Prevenção da Poluição por Navio (MARPOL). Medidas entraram em vigor no dia 1 de novembro.

Expo Fish regressa a Portugal na próxima semana para promover as atividades ligadas ao mar

Está confirmada a presença de pelo menos 75 empresas, provenientes de 37 mercados internacionais. Foram solicitadas mais de 175 reuniões, segundo informa a organização em comunicado.
Comentários