Ucrânia diz que Rússia está a sofrer “perdas colossais” no leste do país (com áudio)

Joe Biden apelou esta semana ao Congresso para enviar até 33 mil milhões de dólares (31,24 mil milhões de euros) para ajudar a Ucrânia a resistir aos ataques perpretrados pelas forças russas.

A Rússia está a sofrer “perdas colossais” nos combates a leste da Ucrânia, de acordo com informação avançada esta sexta-feira por Kiev, que reconhece que as forças ucranianas estão também a sofrer perdas pesadas.

“Temos perdas graves, mas as perdas dos russos são muito maiores. Eles têm perdas colossais”, revelou o conselheiro presidencial Oleksiy Arestovych.

Joe Biden apelou esta semana ao Congresso para enviar até 33 mil milhões de dólares (31,24 mil milhões de euros) para ajudar a Ucrânia a resistir aos ataques perpretrados pelas forças russas.

Volodymyr Zelensky sublinhou a importância da oferta de ajuda dos EUA, que é quase dez vezes superior à ajuda que Washington enviou até agora desde que a guerra começou, no dia 24 de fevereiro.

Ontem, quinta-feira, Kiev foi atacada por dois mísseis russos, no mesmo dia em que o Secretário-Geral das Nações Unidas estava de visita à capital ucraniana e a outras cidades atacadas.

A Ucrânia reconheceu ter perdido o controlo de algumas cidades e aldeias desde na semana passada, na região do Donbass.

De acordo com informação recolhida pelo Reino Unido, os combates foram particularmente intensos nas cidades de Lysychansk e Severodonetsk, a zona principal do Donbass que a Rússia ainda está a tentar capturar, com uma tentativa de avanço para sul a partir do Izium, detido pela Rússia, em direção a Sloviansk.

Recomendadas

CEO da Microsoft destaca plataforma para ajudar a Ucrânia criada por português

Satya Nadella diz que o “Ukraine Live Aid”, para prestar apoio aos refugiados ucranianos, foi um dos trabalhos “significativos” e “muito necessários” que feitos com as Power Pages da Microsoft.

Ocidente deve ser mais brando com a Rússia e a Ucrânia deve ceder, defende Kissinger

Segundo o ex-secretário de Estado dos EUA, os líderes europeus não devem perder de vista o relacionamento de longo prazo com a Rússia, nem devem arriscar empurrá-la para uma aliança permanente com a China. O antigo campeão de xadrez Garry Kasparov disse que essa posição, para além de imoral, foi provada errada repetidamente.

Mais de 200 corpos encontrados em cave de Mariupol

Informação foi avançada por Petro Andryushchenko, conselheiro do presidente da câmara de Mariupol.
Comentários