Ucrânia junta-se a Portugal e Espanha na candidatura ao Mundial2030 (com áudio)

De acordo com o jornal The Times, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, deu ‘luz verde’ à intenção da Ucrânia poder organizar o Campeonato do Mundo de 2030 com Portugal e Espanha e que esse objetivo será tornado público na quarta-feira, numa conferência de imprensa conjunta promovida pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), em Nyon, na Suíça.

Yehor Milohrodskyi/Unsplash

A Ucrânia vai juntar-se a Portugal e Espanha numa candidatura conjunta à organização do Mundial2030 de futebol, divulgou hoje a imprensa inglesa, no dia em que os países ibéricos anunciaram uma conferência de imprensa na sede da UEFA.

De acordo com o jornal The Times, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, deu ‘luz verde’ à intenção da Ucrânia poder organizar o Campeonato do Mundo de 2030 com Portugal e Espanha e que esse objetivo será tornado público na quarta-feira, numa conferência de imprensa conjunta promovida pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), em Nyon, na Suíça.

De acordo com o jornal britânico, a ideia passa por realizar alguns jogos da fase de grupos em solo ucraniano, num período de pós-guerra com a Rússia e de recuperação de infraestruturas.

A ofensiva militar lançada a 24 de fevereiro pela Rússia na Ucrânia causou já a fuga de mais de 13 milhões de pessoas – mais de seis milhões de deslocados internos e mais de 7,4 milhões para os países europeus -, de acordo com os mais recentes dados da ONU, que classifica esta crise de refugiados como a pior na Europa desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

A invasão russa – justificada pelo Presidente russo, Vladimir Putin, com a necessidade de “desnazificar” e desmilitarizar a Ucrânia para segurança da Rússia – foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que tem respondido com envio de armamento para a Ucrânia e imposição à Rússia de sanções políticas e económicas.

A ONU apresentou como confirmados desde o início da guerra 5.996 civis mortos e 8.848 feridos, sublinhando que estes números estão muito aquém dos reais.

Recomendadas

Mundial2022: Qatar condena campanha “infundada” em resposta a críticas do PE

O Qatar condenou a resolução adotada na semana passada pelo Parlamento Europeu (PE) criticando a sua escolha como sede do Mundial de futebol em curso e denunciou uma campanha “infundada” assente em “acusações falsas e informação enganosa”.

Portugal rumo aos oitavos com Bruno Fernandes em dose dupla

Dois golos na segunda parte bastaram para que a Seleção portuguesa se apurasse para a fase a eliminar deste Mundial.

“Hat Trick” no “Jogo Económico”.10 mil milhões de dólares: FIFA espera receitas nunca vistas para 2026

Veja a análise aos números da semana na rubrica do programa da plataforma multimédia JE TV.
Comentários