Ucrânia: Von der Leyen em Kiev para falar sobre integração na União Europeia

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, chegou este sábado a Kiev para uma nova visita focada nas ambições da Ucrânia de ingressar na União Europeia e na reconstrução.

“Estou de volta a Kiev para me encontrar com o presidente Volodymyr Zelensky e o primeiro-ministro Denys Shmygal. Faremos um balanço do trabalho conjunto necessário para a reconstrução e o progresso da Ucrânia no caminho para a ‘Europa'”, disse a presidente da Comissão Europeia ao chegar à capital da Ucrânia.

Ursula von der Leyen, chegou a Kiev para uma nova visita focada nas ambições da Ucrânia de ingressar na União Europeia e na reconstrução. Os responsáveis da União Europeia (UE) devem-se pronunciar sobre as ambições europeias da Ucrânia na próxima semana, antes de uma reunião de 23 e 24 de junho que também deverá abordar a questão.

A Ucrânia reclama um “compromisso legal” concreto até o final de junho dos europeus para obter o ‘statu’ de candidato oficial à entrada na UE, mas os 27 estão muito divididos sobre a questão.

Enquanto muitos países, principalmente da Europa Oriental, apoiam a adesão da Ucrânia, alguns como Holanda ou Dinamarca, mas também Alemanha e França, que preside a União Europeia até o final de junho, são muito reservados.

E mesmo que a Ucrânia alcance “status de candidato”, iniciará um processo de negociações e potenciais reformas que pode levar anos, senão décadas, antes de ingressar na UE. Esta é a segunda visita do chefe da União Europeia à Ucrânia desde o início da invasão russa em 24 de fevereiro.

Durante a sua anterior visita, em 08 de abril, Ursula von der Leyen garantiu que a Ucrânia tinha um “futuro europeu”.

Recomendadas

Condenação do estatuto de candidato à UE revela fraqueza do Kremlin

O ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano afirmou este sábado que a condenação do Kremlin de uma “garra geopolítica” dirigida à Rússia, na sequência da atribuição à Ucrânia e à Moldova de estatuto de candidato à UE “mostra a sua fraqueza”.

Ucrânia. Exército acusa Bielorrússia de bombardear a região fronteiriça de Chernigiv

A Bielorrússia, aliado diplomático de Moscovo, bombardeou a região fronteiriça de Chernigiv, na Ucrânia, a nordeste de Kiev, disse este sábado o Exército ucraniano, acrescentando que o ataque não causou vítimas e afetou uma infraestrutura.

Zelensky demite embaixadora da Ucrânia em Lisboa

A informação é avançada pelo “Kiyv Independent” que adianta também as substituições do embaixador da Ucrânia na Geórgia, Ihor Dolhov e na Eslováquia, Yurii Mushk.
Comentários