UE chega a acordo sobre quotas do Atlântico e plano do Mediterrâneo

Após quase 24 horas ininterruptas de negociações e devido às negociações do pós-Brexit ficou de fora a repartição anual dos Totais Admissíveis de Capturas para 119 espécies pesqueiras de gestão partilhada com Londres, incluindo pescada, tamboril ou peixe-galo nas águas do Norte.

Reuters

A União Europeia chegou hoje a acordo sobre a repartição anual dos Totais Admissíveis de Capturas (TAC) e quotas pesqueiras no Atlântico e no mar do Norte e sobre o plano para o Mediterrâneo.

Após quase 24 horas ininterruptas de negociações e devido às negociações do pós-‘Brexit’ [saída do Reino Unido da UE] ficou de fora a repartição anual dos TACS para 119 espécies pesqueiras de gestão partilhada com Londres, incluindo pescada, tamboril ou peixe-galo nas águas do Norte.

O Conselho de ministros da Agricultura e Pescas é tradicionalmente marcado por longas discussões sobre os TAC e repartição de quotas de pesca para o ano seguinte.

Na quarta-feira, o ministro do Mar português, Ricardo Serrão Santos, tinha indicado que as negociações dos totais admissíveis de capturas e quotas com o Reino Unido “irão passar para a presidência portuguesa”, no primeiro semestre do próximo ano.

Recomendadas

Bósnia-Herzegovina: eleições ensombradas por milhares de votos inválidos

Quatro dias após as eleições, ainda não há resultados validados e o risco do não reconhecimento do ato eleitoral ou da sua repetição é grande. Entretanto, na República Srpska, Mirolad Dodic jura fidelidade a Moscovo.

Lado turco de Chipre exige reconhecimento às forças de paz da ONU

A República Turca do Chipre do Norte, país que só a Turquia reconhece, quer que a força de paz da ONU, que está no terreno desde 1964, reconheça a existência do país. Ou então que se retire.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.
Comentários