UE financia renováveis em Cabo Verde

A União Europeia (UE) vai financiar projetos na área de energia renovável nos edifícios públicos e nas escolas de Cabo Verde no valor de 40 mil euros, anunciou o diretor geral de Energia cabo-verdiano. António Baptista, citado hoje pela Inforpress, garantiu que o projeto, financiado através da Fundação Santa Cruz Sostenible, das ilhas Canárias, visa […]

A União Europeia (UE) vai financiar projetos na área de energia renovável nos edifícios públicos e nas escolas de Cabo Verde no valor de 40 mil euros, anunciou o diretor geral de Energia cabo-verdiano.

António Baptista, citado hoje pela Inforpress, garantiu que o projeto, financiado através da Fundação Santa Cruz Sostenible, das ilhas Canárias, visa identificar os edifícios públicos que podem funcionar com energias renováveis e reduzir o consumo da eletricidade.

“Vamos trabalhar com as crianças no sentido de entenderem como utilizar melhor o meio ambiente que nos rodeia para providenciar a energia necessária”, sustentou o responsável, considerando que as atividades de sensibilização nesta fase são muito importantes.

“Cabo Verde tem um plano muito ambicioso para energia renovável e está a aproveitar todas as oportunidades que possam ajudar a alcançar essa meta definida pelo Governo”, indicou António Baptista.

Por sua vez, o representante da Fundação Santa Cruz Sostenible, das ilhas Canárias, Pedro Millán Del Rosario, explicou que, com o projeto, as crianças vão aprender como funciona um aerogerador, a energia fotovoltaica e entender como utilizar o ambiente, o sol e o vento para a produção da energia limpa.

Neste momento, Cabo Verde conta com uma penetração de energias renováveis na ordem dos 30%, mas o Governo tem como objetivo produzir 50% do seu consumo de energia a partir do sol e do vento até 2020.

 

OJE/Lusa

Recomendadas

Moldova mantém neutralidade mas irá fortalecer a cooperação com a NATO

A Moldova manterá a neutralidade, mas aprofundará a sua cooperação com a NATO para garantir a sua capacidade defensiva, declarou hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros da Moldova, Nicu Popescu.

Espanha e Alemanha reúnem-se em cimeira pela primeira vez desde 2013

Espanha e Alemanha celebram na quarta-feira a primeira cimeira bilateral em nove anos, que coincide com um momento de sintonia entre os dois executivos em projetos como o do gasoduto para ligar a Península Ibérica à Europa central.

CMVM: “É notório o crescimento da divergência dos padrões de poupança das famílias portuguesas”

“A poupança de longo prazo exige disciplina e empenho além de, naturalmente, um nível de rendimento que permita poupar. Esta combinação de condições ajuda a explicar o baixo nível de poupança em Portugal e em outros países que nos são próximos”, reconhece Rui Pinto.