UEFA investiga Barcelona, Arsenal e Juventus devido ao ‘fair play’ financeiro

Estão a caminho sanções referentes às finanças dos clubes na temporada 2020/21, por parte do organismo que rege o futebol europeu, avança o “The Times”.

A UEFA continua a apertar o cerco a clubes que não cumpram as regras do fair play financeiro. Para isso, conta com uma lista de vinte clubes que terão incumprido as normativas, de acordo com a informação avançada pelo diário britânico “The Times”.

Entre os clubes que fazem parte da lista estão vários que jogam nos maiores campeonatos, como são os casos do Arsenal, Barcelona, Juventus ou da AS Roma, agora treinada por José Mourinho.

Em causa estão eventuais castigos relativos a irregularidades financeiras ocorridas na temporada 2020/21, a primeira jogada inteiramente com restrições relacionadas com a pandemia.

De referir que a UEFA sancionou recentemente o PSG e o Marselha, clubes franceses que terão infringido as regras relativas ao fair play financeiro. O clube parisiense vai ser obrigado a pagar um valor próximo dos 20 milhões de euros.

Até à época passada, as regras ditavam que cada clube não podia gastar um valor superior ao dinheiro que encaixava em receitas.

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Daniel Sá: “Rebranding? Quando se tem uma marca com 100 anos, deve haver um cuidado especial”

O terreno minado do rebranding das marcas desportivas é um dos trabalhos mais desafiantes e fascinantes para os profissionais de marketing. Daniel Sá, especialista em marketing desportivo e diretor-executivo do IPAM, analisou todas as especificidades em torno deste processo, numa altura em que o Sporting está a discutir uma mudança da marca.

Negócio de Enzo entra diretamente para a lista das maiores transferências de sempre e ultrapassa um português

O ranking das maiores transferências de sempre conta com dois portugueses, com o negócio de Enzo a ultrapassar um deles, mas a ficar ainda abaixo de outro.
Comentários