UGT quer Portugal mais competitivo, novo secretário-geral diz que “é preciso acabar com a política de baixos salários”

Portugal só se tornará “mais desenvolvido e competitivo” se apostar no crescimento, investimento e emprego, de forma a promover a convergência com a UE, afirma a Resolução Programática da UGT para o próximo quadriénio. O documento foi aprovado este domingo, no 14.º congresso em Santarém, que elegeu um novo líder: Mário Mourão.

Mário Mourão, secretário-geral da UGT eleito. durante o XIV Congresso dos sindicatos da UGT, 24 de abril 2022 em Santarém. PAULO CUNHA/LUSA

Portugal só se tornará “mais desenvolvido e competitivo” se apostar no crescimento, investimento e emprego, de forma a promover a convergência com a União Europeia (UE), afirma a Resolução Programática da UGT para o próximo quadriénio. A resolução foi aprovado este domingo, 24 de abril, com 13 abstenções, no 14.º congresso da central sindical, que se realiza em Santarém.

O documento define as linhas de ação da central sindical, nas mais diversas vertentes, incluindo os compromissos para este mandato.

Num “posicionamento de reivindicação e de propositura”, a central sindical promete bater-se por um novo modelo económico, que aposte em fatores como a inovação, a qualificação e valorização das pessoas, que promova crescimento e emprego, e no qual a valorização geral dos salários e rendimentos e uma justa repartição dos ganhos de produtividade e da riqueza sejam uma realidade.

Nos próximos quatro anos, a central sindical também pretende ver reforçada a Concertação Social e a negociação coletiva.

Entre outras medidas, a UGT exige “o efetivo envolvimento e participação dos parceiros sociais no quadro do PRR – Programa de Recuperação e Resiliência, do Portugal 2030/Quadro Financeiro Plurianual”, enquanto instrumentos para assegurar a recuperação económica e social e para promover transições justas e inclusivas.

Nos casos de reestruturações, fusões e reorganizações de empresas, defende a salvaguarda dos postos de trabalho como critério primordial. Os processos, diz o documento, devem “ser acompanhados e monitorizados pelos sindicatos, em todas as suas fases, garantindo a defesa dos direitos e interesses dos trabalhadores”.

O congresso elegeu o socialista Mário Mourão secretário-geral da UGT para o próximo quadriénio, com 455 votos a favor, 77 votos contra e 21 abstenções, sucedendo a Carlos Silva.

Em entrevista à Antena1 e ao Jornal de Negócios, o novo secretário-Geral disse que não aceita discutir aumentos na função pública abaixo de 1% e defende que a atualização seja de pelo menos de 1,3%, por referência à inflação do ano passado. Garantiu que não vai fazer um acordo de política de rendimentos a qualquer preço, exigiu medidas para aumentar o salário médio, afirmou estar preparado para o diálogo, mas também para a contestação na rua e não excluiu a possibilidade de uma greve geral na função publica.

“O que é capital é evoluirmos no que são os rendimentos dos trabalhadores”, afirmou, acrescentando: “é preciso acabar com a política de baixos salários”

O 14.º congresso da UGT decorreu este fim-de-semana em Santarém, numa reunião marcada pela saída de Carlos Silva da liderança depois de nove anos como secretário-geral. Este congresso deveria ter-se realizado em abril de 2021, mas foi adiado mais do que uma vez por causa da pandemia da Covid-19.

 

Recomendadas

“Luta contra a corrupção é um dos grandes desafios de Timor-Leste”, alerta Ana Gomes

Timor-Leste está a celebrar duas décadas de independência, depois de um processo longo, em que Portugal participou. O JE convidou Ana Gomes para recordar este processo e para nos falar sobre os desafios que se colocam àquela que é uma das mais jovens democracias do mundo. Ana Gomes foi chefe da missão diplomática portuguesa na Indonésia e uma protagonista do processo de negociação da independência timorense.

Covid-19. Mortalidade vai aumentar e máscara recomendada quando exista risco de contágio

A mortalidade por Covid-19 deverá aumentar em Portugal nos próximos 30 dias, indica um relatório do Instituto Superior Técnico (IST) sobre a pandemia, que recomenda o uso de máscara sempre que exista risco de contágio.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta terça-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta terça-feira.
Comentários