PremiumUm dos melhores anos de sempre

Se nada de muito estranho suceder nas duas sessões que restam do ano, 2019 terá sido um dos melhores anos de sempre para os mercados financeiros.

O ambiente nos mercados é de otimismo, o que contrasta com o que se passava há um ano. Os principais índices bolsistas mundiais irão provavelmente encerrar o ano com ganhos de dois dígitos e em muitos casos em máximos históricos.

O S&P 500 poderá chegar a ganhos de 30% e o Nasdaq está próximo de uns incríveis 40% de valorização em 2019. Na Europa, destacam-se o índice grego com quase 50% de ganhos este ano e Itália a chegar aos 30%, mas mesmo bolsas menos periféricas como Paris e Frankfurt vão fechar 2019 a ganhar mais de 20%. Noutras geografias, o cenário é semelhante: Tóquio, Xangai e São Paulo valorizam entre 15% e 30%. As maiores desilusões foram mesmo as bolsas ibéricas, mas, ainda assim, Lisboa e Madrid devem despedir-se de 2019 com ganhos de mais de 10%.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumMemórias pessoais e transmissíveis

Mas os diários da minha tia Gália eram de um tipo muito específico: à medida que os lia, a sua textura peculiar — que se assemelhava sobretudo a uma rede de pesca de malha grande — tornava‑se cada vez mais enigmática e interessante.

PremiumGeorge Clooney e o Speedmaster ’57

Coincidindo com o 65º aniversário da linha Speedmaster, a coleção completa Omega Speedmaster ’57 inclui agora oito novos modelos.

PremiumBiografia de Lula Inácio da Silva

Para lá das emoções que provoca, positivas ou negativas, Lula da Silva está entre as maiores figuras políticas da história do Brasil. Oriundo da classe operária, opositor ativo e convicto de uma ditadura militar que sufocou a sociedade e a economia brasileiras entre 1964 e 1985, a sua história e as suas lutas confundem-se com as de um povo que, por duas vezes, o elegeu presidente da nação.
Comentários