Premium“Um Governo de maioria absoluta também traz desafios para os media”

Os portugueses “não têm um problema de iliteracia mediática”, mas o jornalismo enfrenta novos desafios, considera Nuno Santos, em entrevista ao JE. Quanto às contas, 2023 será um ano para ter “os pés bem assentes na terra”, avisa.

Numa entrevista a que pode assistir na JE TV, esta sexta-feira às 11h00, o diretor da CNN Portugal faz o balanço do primeiro ano do canal de notícias. Olhando para a frente, Nuno Santos considera que 2023 deverá ser um ano de ambição mas também de prudência, dado o contexto macroeconómico instável.

A estação assinala o seu aniversário com uma conferência na próximo dia 21, em Lisboa, com as participações da presidente do Parlamento Europeu, Roberta Metsola, e dos jornalistas Bob Woodward e Richard Quest.

Em vésperas de aniversário da CNN Portugal, que balanço faz?

Bom, o balanço é muito positivo. Nós entrámos no ar a 22 de novembro de 2021. Tínhamos uma tarefa difícil e exigente pela frente que era de sermos relevantes no mercado de informação televisiva, no cabo em Portugal, onde havia um player instalado e muito forte, que era a SIC Notícias, com uma liderança de 20 anos. (…)

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Manuel Champalimaud compra à Novares a área de injeção de plásticos para a indústria automóvel

A aquisição visa reforçar posição do Grupo Champalimaud no sector dos componentes de plástico decorativo e de interface para a indústria automóvel.

PremiumAmazon diz que “continua a fazer investimentos” de cloud em Portugal

A empresa norte-americana de computação na nuvem Amazon Web Services (AWCS)está a desenvolver um centro de dados no país, mas não se compromete com uma data de abertura.

Sonae vende 50% da MDS à britânica Ardonagh e encaixa 104 milhões

A operação garante ao grupo português uma mais-valia de 79 milhões.
Comentários