Um governo em chamas com os algoritmos e a saída de Marta Temido. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes” de Rui Calafate

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.


 

Ouça e acompanhe o podcast “Maquiavel para Principiantes” em:

Spotify | Google Podcasts | Apple Podcasts

 
Fim de linha para Marta Temido no executivo de António Costa. A ministra da Saúde saiu e bateu a porta com estrondo.

Lá dentro ficaram Patrícia Gaspar e Mariana Vieira da Silva a contas com a polémica dos incêndios, cá fora encontrou os portugueses de calculadora na mão por causa do cabaz escolar.

No plano internacional, destaque para a vitória, há muito anunciada, do MPLA em Angola. E no Brasil, para a luta pelo poder que aqueceu ainda mais com o debate presidencial.

O capítulo desta semana termina com as imprescindíveis sugestões culturais e a já habitual e pertinente pergunta da semana

Semana a semana, Rui Calafate folheia este manual com frieza, independência e racionalidade, trazendo temas que vão da política nacional ao panorama internacional, passando pela comunicação e media. No final, conheça as sugestões culturais e as notas mais importantes da semana.

Recomendadas

Airbnb. Anfitriões em Lisboa ganharam mais de 11 milhões com a Web Summit desde 2016

O ano passado, um anfitrião típico em Lisboa ganhou em média 400 euros. Nos quatro dias do evento de tecnologia, que regressa à capital portuguesa no próximo mês, foram acolhidos 11 mil hóspedes.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

TAP: Sitava diz que falta “sensibilidade e bom senso” à gestão no caso da frota de carros

O Sitava acusou hoje a TAP de falta de “sensibilidade e bom senso”, na polémica sobre a renovação dos carros para administradores, e pediu que a empresa demonstre que não tem dualidade de critérios no cumprimento de contratos.
Comentários