“Um mito de natal”. Ordem dos Médicos desmente ministra sobre 500 euros/hora oferecidos a anestesistas

Ordem garante que o valor oferecido pela Maternidade Alfredo da Costa foi de 39 euros por hora (o máximo permitido pelo regime de contratação pública) e exige a Marta Temido que diga “a verdade aos portugueses”. Gabinete da ministra reafirma veracidade das declarações.

Afinal, tudo pode não ter passado de um equívoco. Segundo alega a Ordem dos Médicos, em nenhum momento a Maternidade Alfredo da Costa (MAC), em Lisboa, ofereceu 500 euros por hora a algum anestesista que aceitasse estar de serviço nos dias 24 e 25 de dezembro. A OM pede mesmo à Ministra da Saúde, Marta Temido, que apresente provas de que tal aconteceu ou, então, que “diga a verdade aos portugueses”.

Continue a ler o artigo AQUI.

Recomendadas

Faculdade de Medicina e Hospital Militar do Porto criam centro para otimizar formação

“O acordo é em prol do ensino, da investigação e da inovação em medicina”, afirmou, em declarações à agência Lusa, o diretor da FMUP, Altamiro da Costa Pereira.

Hospital Amadora-Sintra disponível para medidas adicionais ao Plano de Contigência de Inverno

A administração do Hospital Fernando Fonseca (Amadora-Sintra) manifestou hoje disponibilidade para implementar medidas adicionais ao Plano de Contingência de Inverno, depois de os chefes e sub-chefes das equipas do Serviço de Urgência de Medicina terem apresentado a demissão.

Prevenção da infeção por VIH vai ser alargada a centros de saúde e a organizações

A profilaxia pré-exposição (PrEP) ao vírus VIH vai ser alargada aos centros de saúde e a organizações de base comunitária no próximo ano, anunciou hoje a secretária de Estado da Promoção da Saúde.
Comentários