Um quarto da população europeia vive em risco de pobreza ou exclusão social

No dia internacional para a erradicação da pobreza, a Eurostat divulgou num estudo que a percentagem de europeus em risco está em níveis anteriores à crise.

Num estudo divulgado hoje pela Eurostat relacionado com o dia internacional para a erradicação da pobreza, é revelado que, em 2015, existiam cerca de 119 milhões, 23,7% do total da população europeia, em risco de pobreza ou exclusão social.

De acordo com os critérios definidos pelo Eurostat, por “risco de pobreza”, significa estar numa das seguintes situações: Rendimentos abaixo do salário mínimo, privação de rendimentos suficientes que lhes permitam pagar as contas, ou a viver num agregado com poucos rendimentos e/ou com trabalho precário.

Após três anos consecutivos, entre 2009 e 2012, em que se atingiu níveis de pobreza perto dos 25%, o risco de pobreza e exclusão social tem vindo a diminuir, e registou em 2015 os níveis anteriores à crise, estando agora em níveis de 2008 (23,7%). A redução do número de pessoas em risco de pobreza e exclusão social é um dos objetivos estratégicos do programa “Europa 2020”.

Em 2015 havia três países onde o risco de pobreza e exclusão social era superior a um terço da população: Bulgária (41,3%), Roménia (37,3%), Grécia (35,7%). Do outro lado da equação estavam a República Checa (14,0%), Suécia (16,0%),Holanda e Finlândia (ambos com 16,8%) e a Dinamarca e França (17,7%).

Os países onde houve o maior decréscimo na pobreza e exclusão foram a Polónia e a Roménia, já na Grécia e Chipre foi onde mais cresceu.

Relativamente a Portugal, em 2015, 26,6% da população encontrava-se em risco de pobreza ou exclusão social, destes 27,3% eram mulheres e 25,9% homens. Os grupos etários mais atingidos eram as crianças e jovens (com menos de 18 anos) com 29,6%, e os maiores de 65 anos com 21,7%.

Vieira da Silva, ministro do trabalho, solidariedade e segurança social publicou hoje uma mensagem divulgada no Youtube e no Twitter oficial do Governo e do ministério, a propósito do dia Internacional para a erradicação da pobreza, em que afirma que “erradicar a pobreza tem de ser a ambição maior da nossa sociedade, tem de ser a ambição maior das nossas gerações”.

Recomendadas

Conferência “Poupar e Investir para um Futuro Melhor” a decorrer em Lisboa, com o apoio do Jornal Económico

A conferência é organizada pela Optimize Investment Partners, sociedade gestora portuguesa que disponibiliza uma gama de soluções de investimento para diversos perfis de risco e objetivos. Moderada por Nuno Vinha, subdiretor do Jornal Económico, consiste numa palestra de 30 minutos de cada um dos quatro oradores, um coffee break e uma mesa redonda com espaço para perguntas e respostas e interação com a plateia.

SIBS: mais de um quinto do valor gasto na Black Friday foi em compras online

O comércio online continua a ganhar peso nas compras em Portugal. Dados da SIBS revelam que 22% do valor gasto na última Black Friday foi em compras online, um peso que bate por muito os 18% do ano passado.

União Europeia, G7 e Austrália limitam barril de petróleo russo a 60 dólares

Os 27 estados-membros da UE chegaram a acordo, esta sexta-feira, no estabelecimento de um teto máximo para o preço do petróleo russo nos 60 dólares por barril. Os sete países mais industrializados do mundo (G7) e a Austrália juntam-se na decisão.
Comentários