Uma ONU de mãos atadas e Guterres no meio da guerra. Veja “A Arte da Guerra” com Francisco Seixas da Costa

Numa semana marcada pela visita de António Guterres a Moscovo e a Kiev, foi debatido o papel da ONU num conflito sem fim à vista. A eleição de Macron em França e os conflitos no Afeganistão entre os talibãs e o Estado Islâmico serão outros temas em análise na edição desta semana.

“A ONU fica sempre de mãos atadas quando há um problema com um país do Conselho de Segurança”. Mesmo assim, a visita de António Guterres a Moscovo não deixa de criar algum capital de esperança.

Capital de esperança é precisamente o que a vitória de Emmanuel Macron veio emprestar à Europa com a sua vitória sobre a extrema-direita de Marine Le Pen – mas o crescimento paulatino da sua posição continua a ser um perigo que estará outra vez presente em junho, a quando das eleições parlamentares.

Sem esperança nem capital, continua o regime do Afeganistão, onde tudo leva a crer que a grande batalha se dá atualmente entre os talibãs e o que resta, que não parece ser assim tão pouco, do Estado Islâmico.

Tudo para ver esta semana em “A Arte da Guerra”, da plataforma multimédia JE TV, um programa conduzido pelo jornalista António Freitas de Sousa e com os comentários do embaixador Francisco Seixas da Costa.

Recomendadas

“Jogo Económico”. FC Porto: Como o ‘quarteto’ do Olival valorizou 44 milhões de euros esta época

Dos 44 milhões de euros que resultou da evolução dos quatro jogadores que foram formados no Olival, academia de futebol do FC Porto, aos 25,3 milhões de euros, desvalorização do plantel azul e branco esta temporada, conheça os números que marcaram o trajeto dos “dragões”.

“Luta contra a corrupção é um dos grandes desafios de Timor-Leste”, alerta Ana Gomes

Timor-Leste está a celebrar duas décadas de independência, depois de um processo longo, em que Portugal participou. O JE convidou Ana Gomes para recordar este processo e para nos falar sobre os desafios que se colocam àquela que é uma das mais jovens democracias do mundo. Ana Gomes foi chefe da missão diplomática portuguesa na Indonésia e uma protagonista do processo de negociação da independência timorense.

IA e IoT: que futuro tem a área em Portugal?

Com 650 milhões em investimento destinados à transição digital previstos no PRR, como estão as empresas portuguesas a adotar a Inteligência Artificial? Saiba mais na JE Talks desta quinta-feira, às 14h30.
Comentários