União Europeia anuncia 540 milhões de euros para manter oceanos limpos

Será ainda apresentado um mapa interativo chamado “Ocean Tracker” para seguir os compromissos assumidos pelos governos, empresas e organizações em prol dos oceanos, no valor de 10 mil milhões de euros.

A União Europeia vai anunciar esta terça-feira compromissos no valor de 540 milhões de euros para manter os oceanos limpos, bem como um mapa para acompanhar o que se faz nesse sentido, na abertura da conferência “Our Ocean”, em Oslo.

A capital norueguesa recebe hoje e na quinta-feira ministros, presidentes e ativistas para a sexta conferência “O Nosso Oceano”, centrada no impacto das alterações climáticas e outras agressões nos oceanos de que dependem centenas de milhões de pessoas.

O ministro indigitado de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, representa Portugal no painel de abertura, juntamente com o comissário europeu do Ambiente, Karmenu Vella, o enviado especial das Nações Unidas para os oceanos, Peter Thomson, a primeira-ministra norueguesa, Erna Solberg, e o ministro chileno da Ciência, Andrés Couve, para debater a “resposta global às ameaças ao oceano”.

A UE apresenta 22 compromissos concretos em áreas como o apoio à investigação sobre os oceanos, a luta contra a poluição marinha e ainda a promoção da economia azul e inovação, às quais serão dedicados 100 milhões de euros.

Será ainda apresentado um mapa interativo chamado “Ocean Tracker” para seguir os compromissos assumidos pelos governos, empresas e organizações em prol dos oceanos, no valor de 10 mil milhões de euros.

Uma das ações concretas será recompensar os navios que reduzam a quantidade de resíduos que produzem a bordo, baixando-lhes a taxa de resíduos.

Na área da investigação, estão comprometidos 250 milhões de euros para promover novas tecnologias de pesca e de descarbonização do transporte marítimo.

 

Recomendadas

PremiumCOP27: economia fica sempre à frente dos interesses do planeta

A guerra, a inflação, os preços das energias tornaram a opção pela produção sustentável um luxo a que as economias não se podem dar. A guerra das Nações Unidas terá de ficar para mais tarde.

Pelo menos 238 mil pessoas morreram devido à poluição do ar em 2020, revela relatório

A poluição do ar provocou a morte de, pelo menos, 238 mil pessoas na União Europeia (UE), em 2020, mais do que no ano anterior, segundo um relatório da Agência Europeia do Ambiente (EEA, na sigla em inglês), hoje divulgado.

Negociadores chegam a acordo sobre fundo climático na COP27

A revelação foi feita pelo ministro do Ambiente das Maldivas, este sábado, 19 de novembro Sharm El-Sheikh, Egito, no Egito. “Há um acordo sobre perdas e danos”, afirmou Aminath Shauna à Associated Press.
Comentários