União Europeia tem dois milhões de euros para empreendedores angolanos

O valor doado pela União Europeia servirá para capacitação dos empreendedores angolanos que estão ligados ao processo de exportação de produtos não petrolíferos para o bloco económico europeu.

emprrendeA União Europeia (UE) vai disponibilizar dois milhões de euros para capacitar empreendedores. O apoio do bloco económico europeu foi anunciado esta quarta-feira, em Luanda, no encontro de partes interessadas sobre “A política de empreendedorismo”, pela representante do embaixador da UE em Angola, Amaya Olivares.

Durante um encontro sobre “A política de empreendedorismo”, Amaya Olivares disse que há um apoio institucional da UE ao Ministério do Comércio, traduzido num vasto programa de formação e capacitação em empreendedorismo.

Por sua vez, o secretário de Estado do angolano Comércio, Amadeu Nunes, referiu que o contexto atual remete a um exercício profundo de reflexão em busca de novas formas e modelos de actuação para o desenvolvimento do tecido empresarial.

Amadeu Nunes acrescentou que nesta perspectiva vai se promover o diálogo intersectorial público-privado, no âmbito do programa “Train for trade II”, com destaque no desenvolvimento de políticas voltadas para a optimização do regulador.

O seminário tem como finalidade reforçar a capacidade dos empreendedores para a diversificação económica, a exportação de produtos não petrolíferos, bem como a integração na economia regional e mundial. Fazem parte desta formação, empreendedora estabelecida, aspirantes, representantes das indústrias criativas e outros grupos considerados prioritários pelas autoridades nacionais.

Recomendadas

Topo da Agenda: O que não pode perder nos mercados e na economia esta sexta-feira

Com a confirmação de um segundo trimestre de crescimento negativo, a Reserva Federal olhará atentamente para os dados do mercado laboral, onde continua a destacar a força e rigidez observada para argumentar contra um cenário de recessão real. Caso os dados de setembro voltem a surpreender pela positiva, como em agosto, e a inflação continue a dar sinais de não abrandar, a possibilidade de subidas ainda mais expressivas do que 75 p.b. deverá ganhar força.

Patrões vão ter majoração em 50% dos custos com aumentos salariais no IRC

No âmbito do acordo de rendimentos, o Governo decidiu propor aos parceiros sociais uma majoração em 50% dos custos com a valorização salarial em IRC. Patrões têm reclamado, note-se, medidas mais transversais.

Governo propõe reforço do IRS Jovem. Isenção sobe para 50% no primeiro ano

Jovens vão passar a ter um desconto fiscal maior, no início da sua carreira. IRS Jovem passará a prever uma isenção de 50%, em vez de 30%, no primeiro ano.
Comentários