União Europeia investe mais de mil milhões em infraestruturas energéticas

A medida hoje aprovada foi proposta pela Comissão Europeia, que salienta que “infraestruturas energéticas bem integradas são essenciais para a transição energética, facilitando a integração das energias renováveis, reforçando a segurança do aprovisionamento e ajudando a manter a acessibilidade da energia”.

Os Estados-Membros chegaram concordaram esta quinta-feira em investir 1,037 milhões de euros em cinco projetos de infraestruturas transfronteiras no âmbito do Mecanismo Interligar a Europa para as redes transeuropeias de energia (MIE Energia).

“O MIE Energia prestará apoio financeiro à construção de quatro projetos de infraestruturas, três dos quais para o transporte de eletricidade e outro para o armazenamento de gás, bem como um estudo sobre redes de transporte e armazenamento de CO2”, informa a Representação da Comissão Europeia em Portugal, na nota enviada às redações.

O maior montante de financiamento será atribuído ao projeto de interligação EuroAsia, no valor de 657 milhões de euros, para apoiar a primeira interligação entre Chipre e a rede europeia. O restante será dividido por projetos na Bulgária, Estónia, Finlândia, Letónia, Lituânia, Polónia e Suécia.

A  medida hoje aprovada foi proposta pela Comissão, que salienta que “infraestruturas energéticas bem integradas são essenciais para a transição energética, facilitando a integração das energias renováveis, reforçando a segurança do aprovisionamento e ajudando a manter a acessibilidade da energia”.

A assistência financeira prestada no âmbito do MIE Energia visa apoiar a realização do Pacto Ecológico Europeu, assinala a Comissão.

O pacto tem o objetivo de transformar a UE numa economia moderna, eficiente em termos de recursos e competitiva, com zero emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050.

Recomendadas

Espanha destina mais nove mil milhões até final do ano para responder a subida de preços

O governo espanhol aprovou este sábado um novo plano para responder ao impacto da guerra na Ucrânia na economia e ao aumento dos preços, no valor de nove mil milhões de euros até ao final do ano.

GNR garante segurança do Fórum do BCE com cerca de 140 militares por dia

Um total de aproximadamente 140 militares por dia, com a utilização de diferentes meios da Guarda Nacional Republicana (GNR), vai garantir a segurança do Fórum do Banco Central Europeu (BCE) em Sintra entre domingo e a próxima quinta-feira.

Preço do leite fecha vacarias e distribuição tem que “acordar”, aponta associação

O preço do leite à produção e a subida dos custos está a levar as vacarias a encerrar, podendo haver escassez deste produto, alertou a Aprolep, vincando que, quando a distribuição “acordar”, poderá já ser tarde.
Comentários