Unibanco junta-se à lista de instituições financeiras com pagamentos Apple Pay

Ao associar os seus cartões e conta digital ao serviço Apple Pay, a marca passa a permitir aos seus clientes pagar com o iPhone, Apple Watch, Mac ou iPad, sem ser preciso instalar qualquer aplicação. Para efetuar o pagamento, basta aproximar o dispositivo a qualquer terminal de pagamento com a tecnologia contactless, ou utilizar a wallet Apple Pay em compras online.

O Unibanco, marca de negócio da Unicre dedicada ao desenvolvimento de soluções financeiras únicas e simplificação de pagamentos, juntou-se à lista de instituições financeiras em Portugal a permitir pagamentos via Apple Pay.

“A partir de agora, os clientes da marca poderão associar o seu Cartão Unibanco Visa ou a Conta Unibanco à wallet de pagamentos da tecnológica norte-americana, e efetuar transações de forma simples, segura e em qualquer parte do mundo”, diz a Unicre em comunicado

Ao associar os seus cartões e conta digital ao serviço Apple Pay, a marca passa a permitir aos seus clientes pagar com o iPhone, Apple Watch, Mac ou iPad, sem ser preciso instalar qualquer aplicação. Para efetuar o pagamento, basta aproximar o dispositivo a qualquer terminal de pagamento com a tecnologia contactless, ou utilizar a wallet Apple Pay em compras online.

“Esta novidade surge no âmbito da estratégia de digitalização que o Unibanco tem vindo a adotar na sua oferta, e que já conta com medidas como a adesão 100% digital e livre de papel às soluções de cartão e de crédito ou, mais recentemente, o lançamento da Conta Unibanco, uma conta digital que pode ser movimentada a partir de um cartão virtual pré-pago recarregável”, explica a empresa.

“Além da facilidade de utilização e da possibilidade de efetuar pagamentos em qualquer parte do mundo, a segurança e privacidade das transações são outra das grandes vantagens da Apple Pay, sendo estas garantidas através da autenticação com Face ID, Touch ID, ou com o código de acesso ao dispositivo em todas as compras”, diz a empresa em comunicado.

Além disso, os pagamentos através desta wallet protegem os dados pessoais dos clientes, uma vez que nem a sua identidade nem o número do cartão são partilhados com os comerciantes ou armazenados no dispositivo ou servidores da Apple, adianta a Unicre.

Sobre esta inovação, Marília Araújo, Diretora do Unibanco, explica em comunicado que “associar a oferta do Unibanco ao Apple Pay era uma opção incontornável, uma vez que esta e outras wallets digitais têm demonstrado ser alternativas robustas aos cartões físicos e dinheiro, primando pela facilidade de utilização, conveniência, segurança e aceitação a nível global. A aposta neste meio de pagamento está alinhada com o propósito do Unibanco de simplificar pagamentos, dando resposta às diferentes necessidades dos clientes, que procuram cada vez mais flexibilidade, instantaneidade e segurança neste processo.”

Recomendadas

Implementação do Metro do Porto foi “processo de catequização”

O administrador dos Transportes Intermodais do Porto (TIP), Manuel Paulo Teixeira, disse à Lusa que a equipa que lançou o Metro do Porto, da qual fez parte, fez “um processo de catequização” para convencer pessoas, autarcas a instituições.

Amazon planeia gastar 95 milhões de euros por ano em publicidade no Twitter

Este valor faz parte da estratégia da retalhista online no regresso à publicidade na rede social agora liderada por Elon Musk, mas está ainda dependente de alguns “ajustes de segurança” na plataforma de anúncios do Twitter.

Comércio online representou 22% de todo o comércio na Black Friday

As compras por MB Way dispararam face a 2019, com uma subida de 1.730%, de acordo com os dados divulgados pelo Forward Payment Solutions (SIBS).
Comentários