Unicredit despede mais de 18 mil até 2018

O maior banco italiano, em ativos, o Unicredit, deverá cortar entre 18 mil e 18 200 postos de trabalho até 2018. Segundo o Financial Times, o banco pretende vender os seus negócios de gestão de investimento na Ucrânia e na Pioneer. O Wall Street Journal assinala que este plano visa evitar ter de angariar capital […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

O maior banco italiano, em ativos, o Unicredit, deverá cortar entre 18 mil e 18 200 postos de trabalho até 2018.

Segundo o Financial Times, o banco pretende vender os seus negócios de gestão de investimento na Ucrânia e na Pioneer. O Wall Street Journal assinala que este plano visa evitar ter de angariar capital novo.

O banco italiaano revelou um vasto plano de reestruturação que visa aumentar o racio Tier 1 para 12,6%, “permitindo uma pool de dividendos substancial” equivalente a um pagamento médio de 40% no período do plano estratégico até 2018, explica o Financial Times.

Já o Wall Street Journal avança que o banco tem estado sob pressão há algum tempo para tomar alguma iniciativa com o objetivo de melhorar a situação financeira.  Apear das fraquezas reveladas, o UniCredit tem passado nos stress tests.

OJE

Recomendadas

Banco de Fomento lança consulta pública para dois novos Programas de co-investimento em PME

Estando ainda disponível o montante de 475 milhões de euros para lançar novos Programas, “o BPF convida as empresas e todos os interessados a participar na consulta pública acerca de futuras soluções de capital e quase capital, com o objetivo de obter contributos sobre as condições de dois Instrumentos Financeiros pré-estruturados destinados a fomentar a constituição de empresas e/ou capitalização empresarial”, revela o banco liderado por Ana Carvalho.

Premium“Somos a ótica das pessoas e que traz o know how francês”, diz CEO do grupo MonOpticien

Em entrevista ao JE, o CEO do grupo MonOpticien, Florent Carriére, explica o modelo de subscrição que traz para Portugal. “O meu concorrente não é a Multióticas, é a a Netflix e o Spotify”, sublinha.

Bancos da zona euro devolvem antecipadamente 447,5 mil milhões ao BCE

Este montante vem juntar-se aos quase 300 mil milhões de euros que foram reembolsados antecipadamente em 23 de novembro.