Unidades comerciais crescem em volume de negócios

Em 2016, as UCDR regionais empregavam 2 714 pessoas, mais 0,5% que em 2015, refere a Direção Regional de Estatística da Madeira.

O número de ‘Unidades Comerciais de Dimensão Relevante’ (UCDR) cresceu na Madeira 5,2% em 2016.

Segundo a Direção Regional de Estatística, o número de UCDR fixava-se neste período em 84 estabelecimentos. Destas, 65,5%  direcionavam-se para o retalho não alimentar ou sem predominância alimentar e os restantes para o retalho alimentar ou com predominância alimentar. Note-se que uma parte substancial destes estabelecimentos (81,0%) pertence a empresas cuja sede está localizada em Portugal Continental.

Em 2016, as UCDR regionais empregavam 2 714 pessoas, mais 0,5% que em 2015. O ramo alimentar concentrou 70,7% do pessoal ao serviço neste tipo de estabelecimentos sendo que o sexo feminino era o mais representado (69,5%), quer no retalho alimentar quer no retalho não alimentar.

Face a 2015, o volume de negócios das UCDR cresceu 5,2%, tendo atingido os 411,8 milhões de euros em 2016, dos quais 99,1% respeitante a venda de mercadorias e o restante a prestação de serviços.

Do montante total das vendas de mercadorias, um montante de 408,2 milhões de euros,  71,7% resultou da atividade dos estabelecimentos de retalho alimentar, sendo que deste ramo, 81,8% dizia respeito a vendas de ‘Produtos alimentares, bebidas e tabaco’.

Em 2016, a venda de produtos de marca própria atingiu 135,1 milhões de euros e no que diz respeito aos meios de pagamento, os cartões de débito ou crédito foram os mais utilizados.

De referir ainda que a informação preliminar de 2016 para o setor do comércio da Região –  dados provenientes do Sistema de Contas Integradas das Empresas (SCIE) e que dizem respeito exclusivamente a empresas cuja sede está na Região – revela que o volume de negócios gerado pelas empresas do setor atingiu no referido ano os 1 511,7 milhões de euros (+1,6% que no ano anterior), ocupando 11 817 trabalhadores.

Recomendadas

Madeira: Investigadores defendem potencialidades do mar no desenvolvimento económico

O vice-presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Victor Freitas, destacou a importância do mar para o país, em particular para a Região, “que tem já muito trabalho desenvolvido”, apesar de a Secretaria do Mar só ter surgido neste último governo.

Madeira promove conferências sobre património cultural imaterial da região

A primeira conferência dará mote ao tema “Património Cultural Imaterial: Conceitos, Domínios e Inventário”. A segunda conferência é intitulada “Ter começado é meio caminho andado”, e aborda o papel da Secretaria Regional de Turismo na preservação deste património.

Funchal já aprovou 160 mil euros dos apoios municipais “Alavancar” e “Re-Abrir”

No total, são 500 mil euros disponíveis, a fundo perdido, dos quais 32% estão aprovados.
Comentários