Universidade de Coimbra é a 26.ª mais sustentável do mundo e a primeira em Portugal

O The Times Higher Education Impact Rankings 2022 avalia o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas e nesta edição analisou 1406 instituições no mundo inteiro.

A Universidade de Coimbra é considerada a instituição de ensino superior mais sustentável em Portugal, pelo terceiro ano consecutivo, e a 26.ª do mundo,  segundo o The Times Higher Education Impact Rankings 2022, divulgado esta quarta-feira, 27 de abril.

Com um score total de 94.1 em 100, a UC é a instituição com um melhor desempenho global em Portugal no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas.

Foi no ODS 9 – Indústria, Inovação e Infraestruturas – que a Universidade de Coimbra obteve uma melhor classificação (99,9 em 100), sendo considerada a quarta melhor universidade do mundo no cumprimento deste objetivo, que valoriza o papel das universidades na promoção da inovação e na satisfação das necessidades da indústria.

Em comunicado, a Universidade explica que para este resultado foi fundamental o número de spin-offs universitárias criadas desde o ano de 2000 (113), a capacidade da universidade de gerar novas receitas de investigação a partir da indústria e comércio (cerca de 55 milhões de euros), o número de patentes que referem investigação conduzida pela universidade e o volume de investigação desenvolvida pela instituição que demonstra ser relevante para a indústria, inovação e infraestruturas.

Na edição de 2021, a Universidade de Coimbra já se tinha destacado no cumprimento deste ODS, tendo alcançado a 13.ª posição a nível mundial.

“É com enorme satisfação e sentido de responsabilidade que vemos a Universidade de Coimbra ser reconhecida, novamente, como uma das universidades do mundo com maior sucesso no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, afirma o reitor, Amílcar Falcão. “Esta distinção, a nível mundial, pelo trabalho desenvolvido na promoção da inovação e, também, pela satisfação das necessidades da indústria, demonstra o compromisso da UC em atingir uma produção de conhecimento com elevado impacto para a sociedade, com contributos reais para dar resposta aos desafios societais”, explica.

Na edição deste ano dos The Times Higher Education Impact Rankings, em que atingiu uma pontuação (94.1) superior à do ano transato (92.7), a UC destacou-se também no cumprimento do ODS 2 – Erradicar a Fome – alcançando a 12.ª posição a nível mundial. As campanhas de combate ao desperdício alimentar, a existência do menu social (a preços acessíveis) nas cantinas, a criação de projetos de investigação relacionados com a pesca sustentável ou a iniciativa de voluntariado para entrega de refeições a estudantes em isolamento foram alguns das ações valorizadas neste indicador.

Também no cumprimento do ODS16 – Paz, Justiça e Instituições Eficazes – a Universidade de Coimbra conseguiu um lugar de relevo a nível mundial (36ª posição). Para esta posição contribuíram fatores como o apoio financeiro da instituição à Associação Académica de Coimbra, a existência de políticas para a promoção da liberdade académica, a existência de plano de prevenção de riscos de gestão e de corrupção, a colaboração ativa com órgãos de governo locais e nacionais e a promoção de ações de formação para magistrados de países lusófonos.

O The Times Higher Education Impact Rankings tem como objetivo medir o sucesso global das instituições de ensino superior no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. No total, o The Times Higher Education Impact Rankings contabiliza 18 rankings: um ranking por ODS e um ranking global. Para estes rankings é analisada a forma como a investigação, o ensino e a gestão das instituições contribuem para o alcance dos ODS definidos pelas Nações Unidas, constituindo-se como o único instrumento mundial de avaliação destes compromissos.

Na edição de 2022, participaram 1406 instituições.

Recomendadas

Natixis lança programa de estágios profissionais com 200 vagas

A campanha de recrutamento será acompanhada da clássica iniciativa Natixis Purple Tour, que tem paragem marcada nas Universidades do Minho, UTAD, Portucalense e U.Porto, entre os dias 25 e 31 de maio.

European Money Quiz 2022 deu vitória aos alunos noruegueses, revela APB

Em comunicado a APB diz que a Noruega, Itália e Irlanda foram os grandes vencedores da edição de 2022 do European  Money Quiz (EMQ), ocupando os três primeiros lugares do pódio. Seguiram-se a Sérvia e Malta que ficaram no 4º e 5º lugar, respetivamente.

Fundação Santander lança 500 bolsas de estudo em língua portuguesa para refugiados ucranianos

A iniciativa é lançada através da Universidade Aberta, única instituição online em Portugal, e o público-alvo são ucranianos adultos com ou sem formação académica formal que queiram adquirir, desenvolver ou consolidar competências de comunicação em português.
Comentários