Universidade dos Açores tem 2,2 milhões de euros para apoio à investigação marinha e à contratação de investigadores

Segundo Gui Menezes, o objectivo deste aviso é “reforçar as condições de base para a produção científica e inovação, especificamente no domínio prioritário do Mar”.

O Governo Regional dos Açores abriu um concurso para apoiar projectos de investigação e desenvolvimento alinhados com a Especialização Inteligente definida para a Região (RIS3 Açores) no eixo ‘Pescas e Mar’, num investimento de 2,2 milhões de euros, sendo co-financiado pelo FEDER, em 1,8 milhões de euros, e pelo Orçamento da Região.

O secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia referiu que o aviso publicado na página da Internet do Programa Operacional Açores 2020 destina-se à Universidade dos Açores, que se deve candidatar tendo em vista a implementação e execução de um projecto científico na área do mar, sendo o centro de investigação OKEANOS a unidade de referência, que deve incluir a contratação de 10 doutorados, por um período de três anos, para o Departamento de Oceanografia e Pescas.

Pode continuar a ler o artigo aqui.

Recomendadas

Confederações agrícolas unem-se contra extinção das direções regionais do sector

Em comunicado conjunto enviado esta quarta-feira às redações, AJAP, CAP, CNA e Confagri referem que o entendimento “unânime” é de que a decisão é “altamente lesiva” para o sector agrícola. No documento, apela-se a que o Governo volte atrás na decisão, de forma imediata e inequívoca.

Novo regulamento para a descarbonização do transporte marítimo já entrou em vigor

As alterações em causa, que visam a prevenção da poluição atmosférica por navios, dizem respeito ao Anexo VI da Convenção Internacional para a Prevenção da Poluição por Navio (MARPOL). Medidas entraram em vigor no dia 1 de novembro.

Expo Fish regressa a Portugal na próxima semana para promover as atividades ligadas ao mar

Está confirmada a presença de pelo menos 75 empresas, provenientes de 37 mercados internacionais. Foram solicitadas mais de 175 reuniões, segundo informa a organização em comunicado.
Comentários