UPS aposta no e-commerce em Portugal

A maior transportadora expresso do mundo vai continuar a investir em Portugal e espera que o peso da unidade lusa continue a aumentar nas exportações europeias da empresa. O mercado português é “importante para a UPS na Europa e tem vindo a contribuir para o crescimento de quase 10% do nosso volume das exportações europeias, […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A maior transportadora expresso do mundo vai continuar a investir em Portugal e espera que o peso da unidade lusa continue a aumentar nas exportações europeias da empresa.

O mercado português é “importante para a UPS na Europa e tem vindo a contribuir para o crescimento de quase 10% do nosso volume das exportações europeias, quando comparado com a primeira metade de 2014”, diz ao OJE Michael Bremecker, small package operations manager para Espanha e Portugal.
Aquele responsável afirma ter “perspetivas de crescimento e de atividade muito positivas para a Europa nos próximos anos, incluindo o mercado português”, e que a melhoria da economia europeia e o crescimento contínuo dos “setores de healthcare e tecnologia vão continuar a oferecer oportunidades para a UPS providenciar aos seus clientes as melhores soluções, tendo em conta o seu segmento específico, aproveitando a nossa grande rede de ativos”.

O e-commerce será “o outro grande ponto-chave, sem quaisquer dúvidas. Os portugueses estão cada vez mais adeptos desta ferramenta, estando este setor a apresentar uma dinâmica de crescimento muito interessante”, diz Michael Bremecker.
O responsável ibérico da UPS refere que, na verdade, “cerca de 4,8 milhões de cidadãos portugueses acederam a sites de comércio electrónico a partir dos seus computadores pessoais no último trimestre de 2014. Esse número corresponde, de acordo com os resultados do Netpanel da Marktest, a 79,7% dos internautas nacionais”. E, neste sentido, “os nossos planos para Portugal durante os próximos cinco anos estão em linha com a estratégia para o resto da Europa: temos como objetivo o crescimento do negócio em todos os segmentos e estimamos investir na nossa rede de transportes, nos nossos produtos, em tecnologia e nos nossos recursos humanos, a fim de melhor servir os nossos clientes”.

Os clientes portugueses da UPS são de diferentes setores de atividade, incluindo cuidados de saúde, retalho, automóvel, high-tech e bens de luxo. “São empresas altamente focadas na exportação, tendo confiado nos serviços da UPS para transportar os seus produtos além-fronteiras”, explica Michael Bremecker.

Em relação à exportação de alimentos e bebidas, aquele responsável dá como “bom exemplo no mercado português” o da José Maria da Fonseca (JMF), o produtor de vinhos de mesa mais antigo do país. “A paixão e foco na perfeição por parte deste negócio familiar colocaram os vinhos portugueses no mapa. Hoje, 75% dos vinhos de maior qualidade da marca são exportados para retalhistas de mais de 70 países”, realça o gestor da UPS. E acrescenta que o “principal objetivo da JMF era cumprir as datas de entrega do vinho. Para ajudar os produtos a passarem mais rápida e facilmente pela alfândega, a UPS integrou um conjunto de soluções projetadas para agilizar todo o processo – carga, despacho aduaneiro e entrega das encomendas”.

“Uma vez que Portugal é e sempre foi uma nação de comerciantes, nós acreditamos que é possível ajudar as empresas portuguesas a competirem globalmente. Com a nossa expertise e a nossa rede global, a UPS pode apoiar as empresas portuguesas, especialmente as PME, na expansão dos seus horizontes, de forma a alcançarem clientes internacionais e competirem com as maiores empresas do mundo”, diz Michael Bremecker ao OJE.

Relembre-se que em Portugal, em janeiro passado, a UPS anunciou um novo serviço disponível no país, o UPS Worldwide Express Freight, que oferece uma garantia de envio rápido de paletes com mais de 70 quilos com a mesma facilidade dos pacotes individuais. A entrega é realizada porta-a-porta, em dia e horários definidos, com o serviço de despacho aduaneiro incluído. Atualmente, este serviço efetua envios internacionais de mercadorias pesadas, urgentes ou de grande valor, a partir de 50 países de origem e para 51 países de destino.

OJE

Recomendadas

Amazon planeia gastar 95 milhões de euros por ano em publicidade no Twitter

Este valor faz parte da estratégia da retalhista online no regresso à publicidade na rede social agora liderada por Elon Musk, mas está ainda dependente de alguns “ajustes de segurança” na plataforma de anúncios do Twitter.

Comércio online representou 22% de todo o comércio na Black Friday

As compras por MB Way dispararam face a 2019, com uma subida de 1.730%, de acordo com os dados divulgados pelo Forward Payment Solutions (SIBS).

Saídas de capital do Credit Suisse quase estancadas e já se nota regresso de depositantes de elevado património

O banco deverá ter perdido cerca de 10% dos fundos depositados na operação de gestão de ativos, devido a desconfianças dos clientes relativamente à solvabilidade da instituição.