“Urgências por todo o país estão caóticas e ninguém assume responsabilidades”, diz Iniciativa Liberal

Para os liberais “é preciso mudar a conceção do sistema e alterar o modelo de gestão”.

Presidente do Iniciativa Liberal (IL), João Cotrim Figueiredo | Foto: Cristina Bernardo

Iniciativa Liberal (IL) criticou o estado do sector da saúde em Portugal através das redes sociais e numa das publicações considerou que as “urgências por todo o país estão caóticas e ninguém assume responsabilidades”.

“As urgências por todo o país estão caóticas e ninguém assume responsabilidades. O primeiro-ministro vai segurando a ministra da Saúde e dizendo aos portugueses que podem contar com o PS. Quem vive em Portugal sabe que, com o PS, a única coisa com que pode contar é com meses ou anos de listas de espera para consultas, diagnósticos e cirurgias”, escreveram os liberais no Twitter.

A IL aponta que “o PS acha que atirar mais dinheiro para cima dos problemas do SNS [Serviço Nacional de Saúde] basta para os resolver. Não basta. Só disfarça a realidade e esbanja o dinheiro dos portugueses”.

Para os liberais “é preciso mudar a conceção do sistema e alterar o modelo de gestão”. “Sem isso, não há milhões que nos valham. Os resultados estão à vista: o dinheiro desaparece, os problemas não”, consideram.

De forma a resolver os problemas na saúde, o partido liderado por João Cotrim Figueiredo recorda que o partido defende “um sistema de saúde como o alemão, onde os cidadãos escolhem livremente onde querem ser atendidos, independentemente de o prestador do serviço ser público, privado ou social”.

“O Estado não tem de ser o único prestador, sobretudo se o fizer sem qualidade e com péssimos resultados. Este modelo existe em metade da Europa e funciona”, considera a IL.

Os serviços de urgência continuam a apresentar problemas de funcionamento. Por exemplo, as urgências obstétrica do hospital de Almada fechadas entre sexta e segunda-feira e o mesmo vai acontecer em Beja e Braga.

Relacionadas

IL quer apreciação parlamentar do Estatuto do SNS e desafia PSD

A IL tem um grupo parlamentar com oito deputados, mas de acordo com o regimento da Assembleia da República, precisa de mais duas assinaturas para entrar com o pedido. Chega hoje também pediu que o documento vá ao Parlamento ser modificado.

IL quer audição urgente da ministra Ana Mendes Godinho sobre gratuitidade das creches

Num requerimento a que a agência Lusa teve acesso, os liberais referem que “a apregoada creche gratuita para todos” prometida pelo PS é, afinal, “uma medida aplicável apenas a crianças nascidas em determinados anos e, dentro dessas, às que frequentam vagas objeto de contratualização pelo Estado no regime de cooperação”.
Recomendadas

Brasil/Eleições. Juíza pede à PGR investigação contra Bolsonaro por ataque às urnas eletrónicas

A juíza Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF) do Brasil, enviou esta segunda-feira à Procuradoria-Geral da União (PGR) um pedido de investigação contra o Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, por ter feito ataques ao sistema eleitoral num encontro com embaixadores.

Schröder evita para já expulsão do partido no poder na Alemanha por laços com Putin

O antigo chanceler alemão Gerhard Schröder escapou esta segunda-feira à expulsão do Partido Social Democrata (SPD), apesar da pressão da formação de Olaf Scholz para ser excluído devido à sua proximidade com o Presidente russo, Vladimir Putin.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira, 8 de agosto

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta segunda-feira.
Comentários