Vacina CoronaVac mostra 50-90% de eficácia em testes clínicos no Brasil

Os primeiros testes do fármaco desenvolvido pela chinesa Sinovac no Brasil, que na Turquia mostrou 91,25% de eficácia, registaram a percentagem mínima exigida pelo regulador da saúde brasileiro, Anvisa.

Reuters

A vacina contra a Covid-19 que está a ser desenvolvida pela chinesa Sinovac Biotech, designada “CoronaVac”, mostrou uma eficácia entre 50% e 90% nos testes clínicos iniciais que foram realizados no Brasil, segundo a informação transmitida pelo secretário de Saúde de São Paulo.

Assim, os primeiros testes da vacina CoronaVac no Brasil, que na Turquia mostrou 91,25% de eficácia, tiveram a percentagem mínima exigida (50%) pelo regulador da saúde brasileiro, Anvisa, mas fixaram-se abaixo dos 90% – ou seja, significativamente menos do que as das norte-americanas Moderna ou da Pfizer.

As declarações do governante brasileiro Jean Gorinchteyn surgem depois de, anteontem, terem sido levantadas questões em torno da falha na disponibilização de dados sobre o fármaco, porque os resultados dos testes no país são do exclusivo conhecimento do centro de investigação biomédica do Instituto Butantan, que tem um acordo com a Sinovac para produzir a vacina.

Em entrevista à rádio “CBN”, transmitida esta quinta-feira à noite, Jean Gorinchteyn disse que o departamento de saúde de São Paulo não recebeu os resultados completos dos testes da Sinovac, a pedido da biofarmacêutica chinesa, sendo que a empresa de Pequim analisará os dados antes de anunciar os resultados finais.

Recomendadas

Profissão “tem de evoluir para uma área de consultoria”

A transição tecnológica poderá impulsionar o sector, que tem deixado escapar talento. Mas para isso acontecer, há que mudar mentalidades e encarar a transformação da própria profissão, alertam líderes ouvidos pelo JE.

OE2023: Orçamento tem de ser “elástico para permitir vários cenários”

O Presidente da República considerou que o Orçamento do Estado tem de ser “elástico” e disse que “é preciso ir reajustando” a sua aplicação, face “às incógnitas” em relação ao futuro.

Inovação e aposta no digital para competir no mercado estrangeiro

Especialistas defendem que os processos empresariais devem ser cada vez mais incorporados com meios tecnológicos, ao mesmo tempo que destacam a importância de conseguir atrair e reter talento. Por Rodolfo Alexandre Reis
Comentários