Valor mediano de avaliação bancária de habitação na Madeira atingiu máximos em agosto

Em agosto deste ano, o valor mediano de avaliação bancária de habitação RAM ficou em 1.385 euros/m2, um aumento de 1% em relação ao mês anterior e de 11,3% face ao mesmo mês do ano anterior.

Em agosto de 2022, o valor mediano de avaliação bancária de habitação na Região Autónoma da Madeira (RAM) fixou-se em 1.385 euros/m2, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), divulgados pela Direção Regional de Estatística da Madeira.

O valor atingido em agosto representa um acréscimo de 1% em relação ao mês anterior e de 11,3% face ao mesmo mês do ano anterior, e representa um novo máximo desde que se iniciou a recolha estatísticas destes dados, em janeiro de 2011.

Quanto aos apartamentos, o valor mediano de avaliação bancária foi de 1.392 euros/m2, um aumento de 1,1% comparativamente a julho de 2022 e de 8,2% face ao mês homólogo.

Já nas moradias, este valor ficou nos 1.384 euros/m2, superior em 3,9% ao valor do mês anterior e em 22,7% face ao valor do mês homólogo.

Observando os municípios, no Funchal em agosto de 2022 o valor mediano de avaliação bancária fixou-se nos 1.645 euros/m2, aumentando 0,9% que no mês precedente. Em termos homólogos a subida foi de 8,7%.

Para além do Funchal só ultrapassaram o número mínimo de observações registadas (33) os municípios de Câmara de Lobos e de Santa Cruz, cujos valores de avaliação bancária se fixaram em 1.392 euros/m2 e em 1.269 euros/m2, respetivamente. Santa Cruz registou um crescimento no valor de 2,9% face a julho, sendo que homologamente este indicador cresceu 12,6%. Por outro lado, Câmara de Lobos observou uma diminuição de 2,1% face ao mês anterior, mas continua a ser um aumento expressivo face ao mês homólogo, de 22,9%.

Quanto ao país, o valor mediano de avaliação bancária de habitação atingiu os 1.414 euros/m2, menos três euros, ou menos 0,2%, que no mês anterior. Quanto ao mês homólogo, observou-se um aumento de 15,8%.

No contexto das sete regiões NUTS II do país, é no Algarve onde o valor mediano de avaliação bancária de habitação é mais alto (1.942 euros/m2) , seguido da Área Metropolitana de Lisboa (1.884 euros/m2). A RAM assentou na terceira posição (1.385 euros/m2).

Olhando para o número de avaliações bancárias, é de referir que este decresceu face ao mês anterior, mas aumentou em termos homólogos. No mês de agosto, foram consideradas 635 avaliações, mais 8,9% que no mesmo período do ano anterior. Destas, 349 foram de apartamentos e 286 de moradias. Em comparação com o mês anterior, realizaram-se menos 23 avaliações, uma redução de 3,5%.

Recomendadas

Madeira: IHM renova campo de jogos do Bairro da Nazaré num investimento de 65 mil euros

A reabilitação daquele espaço e a introdução de um campo destinado à prática do Madeirabol, deverá constituir mais um polo de atração e recreio para os moradores, mas também para a população em geral.

Saiba que erros evitar na gestão das finanças pessoais

Faça um Plano Financeiro. Defina objetivos a curto, médio e longo prazo, mas que consiga cumprir. Quantifique-os e defina prazos. Calcule pequenas metas a curto prazo para os atingir e mantenha-se focado nesses objetivos, sem ser demasiado ambicioso.

Parlamento da Madeira pede inclusão das regiões autónomas no grupo que vai elaborar o Plano Estratégico da Pequena Pesca

“Para nós é fundamental que as Regiões Autónomas estejam salvaguardadas com uma presença efetiva, por forma a que possamos salvaguardar as especificidades da pequena pesca nas ilhas, que é diferente da que acontece no território continental”, aclarou Nuno Maciel.
Comentários