Diretor geral da MSC Cruzeiros: “Vamos voltar aos cruzeiros no Funchal ao fim de três anos”

Os navios de cruzeiro regulares da MSC vão voltar para o ano a escalar o porto da capital madeirense, com uma ronda pelo Mediterrâneo Ocidental.

Nuno Miguel Silva

Eduardo Cabrita, diretor geral da MSC Cruzeiros Portugal, explica ao Económico Madeira como a empresa multinacional vai voltar a apostar na capital madeirense como destino dos navios de cruzeiro da companhia.

Que relevância é que tem este novo navio MSC Seaside no conjunto da frota da empresa?
O MSC Seaside representou um investimento de 950 milhões de euros da MSC (Mediterranean Shipping Company). Este navio vai estar nas Caraíbas nas primeiras três temporadas: inverno de 2017, entre dezembro e finais de março. Estará lá no verão de 2018, entre março e outubro, e também no inverno de 2018/2019, entre finais de novembro e março de 2019.

Assim, dificilmente veremos o MSC Seaside em portos nacionais, além da escala prevista no Funchal para o próximo domingo?
Sim, neste momento não sabemos quando é que o MSC Seaside vai escalar outra vez portos nacionais. Mas o seu irmão gémeo, o MSC Seaview, que está a ser construído e deverá entrar em operação em junho de 2018, vai cruzar os mares do Mediterrâneo Ocidental, pelo que haverá mais hipóteses de atracar em Lisboa ou em quaisquer outros portos nacionais, que estejam habilitados a receber este tipo de navios.

A vinda do MSC Seaside ao porto do Funchal é uma coisa episódica ou faz parte de uma estratégia sistemática da MSC para o mercado nacional?
Claro que a MSC Cruzeiros Portugal tem uma estratégia para o mercado nacional, senão não fazia sentido existirmos. Este ano, a MSC vai regressar aos cruzeiros a partir do Funchal, após três anos de interregno. Estão previstos dois cruzeiros, do navio MSCOrchestra, com partidas agendadas a 7 e 19 de outubro, num total de 12 noites, com o itinerário Funchal, Málaga. Barcelona, Marselha, Génova, Civitavecchia (Roma), Casablanca, Sante Cruz de Tenerife (Canárias), regressando outra vez ao Funchal.

Recomendadas

Hoje é celebrado o Dia Internacional da Consciencialização sobre Perdas e Desperdício Alimentar

Na Europa, todos os anos, cerca de 89 milhões de toneladas de alimentos são deitados ao lixo. Em Portugal, estima-se que cada português desperdice cerca de 134 kg de alimentos por ano. Enquanto isto 1/6 da população mundial passa fome.

Madeira: Serviço Regional de Saúde visita Unidade de Ação Social do Hospital Garcia da Orta

A Unidade de Ação Social do SESARAM observou e conheceu a dinâmica e a metodologia de trabalho implementada na UHD do hospital e, em particular, a área de intervenção social.

Madeira: Acordos de gestão entre a Segurança Social e as IPSS vão passar para 20 anos

Neste sentido, com a presente alteração pretende-se adequar a duração dos acordos de gestão que envolvam a cedência de utilização do edificado em regime de comodato, onde sejam desenvolvidas respostas sociais, numa lógica de melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.
Comentários