Venda de veículos automóveis em Portugal cresce 37,3% até novembro

A venda de veículos automóveis em Portugal teve um aumento de 37,3% entre janeiro e novembro, face ao mesmo período de 2013, subindo para 156.351 unidades, anunciou hoje a ACAP. Os dados divulgados pela ACAP-Associação Automóvel de Portugal indicam também que no mês de novembro, comercializaram-se 14 674 veículos, mais 33,7% do que em igual […]

A venda de veículos automóveis em Portugal teve um aumento de 37,3% entre janeiro e novembro, face ao mesmo período de 2013, subindo para 156.351 unidades, anunciou hoje a ACAP.

Os dados divulgados pela ACAP-Associação Automóvel de Portugal indicam também que no mês de novembro, comercializaram-se 14 674 veículos, mais 33,7% do que em igual mês do ano anterior.

“Confirma-se assim a desaceleração do crescimento do mercado verificada nos primeiros meses do ano, a qual se deve ao facto de o mercado automóvel ter iniciado a sua recuperação na segunda metade de 2013”, afirma a mesma entidade, que acrescenta que os níveis de comercialização se mantêm inferiores aos que eram registados antes de 2011.

No que respeita aos ligeiros de passageiros, que representam a maior fatia do mercado, venderam-se nos primeiros 11 meses do ano 130 887 automóveis, o que representa uma subida de 34,5% face ao mesmo período de 2013.

Só em novembro, comercializaram-se mais 32,6% de veículos (11 686 no total) em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Nos comerciais ligeiros, as vendas cresceram 55% entre janeiro e novembro, face ao período homólogo de 2013, para 22 525 unidades.

Em novembro, venderam-se mais 32,6%, num total de 2544.

Quanto aos veículos pesados de passageiros e mercadorias, comercializaram-se 2.939 unidades no período em análise, o que representa um aumento de 44,4% face aos primeiros 11 meses de 2013.

Apenas em novembro, as vendas foram superiores em 79%, para 444 unidades.

OJE/Lusa

Recomendadas

OE2022. Pagamentos em atraso sobem para 778,1 milhões até agosto

Os pagamentos em atraso das entidades públicas atingiram os 778,1 milhões de euros em agosto, um aumento em 157,6 milhões de euros face ao mesmo período do ano anterior, avançou esta segunda-feira a Direção-Geral do Orçamento (DGO).

OE2022. Receita fiscal do Estado aumenta 22,8% até agosto para 33,5 mil milhões

A receita fiscal do Estado aumentou 22,8% até agosto face ao mesmo período do ano passado, totalizando 33.511,5 milhões de euros, segundo a Síntese da Execução Orçamental divulgada esta segunda-feira.

OE2022. Resposta à Covid-19 custou ao Estado 2.835,2 milhões até agosto

A resposta à covid-19 custou 2.835,2 milhões de euros até agosto, devido à perda de receita em 464,5 milhões de euros e ao aumento da despesa em 2.370,7 milhões, avançou esta segunda-feira a Direção-Geral do Orçamento (DGO).