Venda de dinheiro falso na Internet causa oito detenções

A Europol prendeu um grupo criminoso por vender euros falsificados. A operação foi coordenada pelas autoridades italianas e Portugal ajudou na investigação.

Esta quinta-feira, o serviço de polícia europeia deteve oito pessoas com suspeitas de ligação a um grupo criminoso de venda de dinheiro na Internet. Em causa está uma operação da Guardia di Firanza, com a qual a Europol colaborou.

Em comunicado, a entidade realça que as investigações revelaram que o suposto dirigente do grupo em questão vendia “notas falsas de 20, 50 e 100 euros na Darknet por cerca de 30% do seu valor nominal”.

Estima-se que o grupo recebeu mais de 160 mil euros em bitcoin. Segundo a Europol, esse líder “tinha vários perfis em mercados diferentes e tinha cúmplices na zona de Nápoles” no território italiano.

Desde janeiro do ano passado que a Europol está a apoiar as autoridades italianas na investigação e está encarregue de facultar análises operacionais e coordenar as atividades em vários países.

A investigação contou também com a colaboração da polícia australiana, francesa, alemã, lituana, portuguesa, espanhola, suécia e holandesa, na medida em que trocaram “informações e do rastreio dos compradores de euros falsificados nos seus países”.

Wil van Gemert, vice-diretor de operações da Europol, diz que se trata de uma operação que é “um excelente exemplo de como a cooperação policial e a troca efetiva de informações são vitais para combater este crime”.

De acordo com o responsável, os serviços europeus estão empenhados em investigar o comércio de produtos ilegais e em garantir “que estes criminosos são levados à justiça”.

Recomendadas

Meco: Supremo Tribunal de Justiça aceita recurso da defesa das famílias das vítimas

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) aceitou o recurso de revista excecional da defesa das famílias das vítimas que morreram na praia do Meco, em 2013, após a Relação de Évora ter considerado em julho o recurso improcedente.

Bruxelas e autoridades de saúde alertam para “ameaça” da gripe, covid e vírus respiratório

A Comissão Europeia e autoridades europeias e mundiais de saúde alertaram hoje que a covid-19 “continua a ser uma ameaça” na Europa, pedindo atuação quando a época da gripe arranca “precocemente” e o vírus sincicial respiratório circula crescentemente.

Costa apela para celebração da “força da bandeira nacional” em mensagem do Dia da Restauração

 O primeiro-ministro António Costa homenageou hoje a “memória dos que lutaram e contribuíram” para a restauração da independência de Portugal, apelando para a celebração da “soberania” e da “força da bandeira nacional”, numa mensagem evocativa do 1.º de dezembro.
Comentários