Venda do Chelsea deve estar concluída na segunda-feira

O Chelsea confirmou este sábado que chegou a um acordo definitivo para vender o clube inglês de futebol ao consórcio liderado pelo bilionário norte-americano Todd Boehly. A expectativa é que a transação fique concluída na segunda-feira.

6 – Chelsea FC (780 milhões de euros)

O Chelsea confirmou este sábado que chegou a um acordo definitivo para vender o clube inglês de futebol, ainda controlado por Roman Abramovich, ao consórcio liderado pelo bilionário norte-americano Todd Boehly, esperando que a transação esteja concluída na segunda-feira.

“O Chelsea pode confirmar que um acordo final e definitivo para vender o clube ao consórcio Todd Boehly/Clearlake foi celebrado na última noite. É expectável que a transação seja completada na segunda-feira”, lê-se numa curta nota publicada no sítio oficial dos ‘blues’ na Internet.

A venda do Chelsea, ainda detido por Abramovich e alvo de sanções ligadas à invasão da Ucrânia pela Rússia, a um consórcio liderado pelo bilionário norte-americano Todd Boehly por 4,25 mil milhões de libras (4,9 mil milhões de euros), tinha sido comunicada no dia 07 de maio, e foi aprovada pela Liga inglesa de futebol na terça-feira.

Nessa mesma noite, Portugal recebeu uma carta do russo Roman Abramovich, que tem passaporte português, pedindo autorização para a venda do clube, que recebeu ‘luz verde’ na quinta-feira.

Em comunicado, o gabinete do ministro dos Negócios Estrangeiros explicou que as duas autoridades nacionais competentes – Ministério dos Negócios Estrangeiros e Ministério das Finanças – autorizaram o pedido recebido da parte de Roman Abramovich “para uma derrogação humanitária, permitindo que o clube inglês seja transacionado”.

“A autorização portuguesa decorre da garantia dada pelas autoridades britânicas de que as receitas da venda serão utilizadas para fins humanitários, não beneficiando direta ou indiretamente o proprietário do clube, que consta da lista de sanções da União Europeia”, acrescentava-se na nota.

A posição do Governo português conta com a concordância da Comissão Europeia, adiantava o Ministério dos Negócios Estrangeiros.

O clube britânico, terceiro colocado na última edição da Premier League, atuou ao longo da última fase da temporada com algumas limitações precisamente por causa das sanções impostas a Abramovich.

Neste momento, o Chelsea opera com uma autorização especial que expira em 31 de maio e que lhe permite realizar determinadas operações, como receber dinheiro por direitos televisivos e vender ingressos para determinadas partidas.

Recomendadas

Portugal goleia França por 8-2 e lidera Liga Europeia de futebol de praia

A seleção portuguesa de futebol de praia goleou hoje a congénere francesa, por 8-2, na segunda jornada do grupo A da Liga Europeia da especialidade.

Wimbledon: Nadal bate Sonego e apura-se para os oitavos de final

O tenista espanhol Rafael Nadal, número quatro mundial e recordista de ‘Grand Slams’, apurou-se hoje para os oitavos de final de Wimbledon, o terceiro ‘major’ da temporada, ao eliminar o italiano Lorenzo Sonego em três ‘sets’.

Félix da Costa foi segundo em Marraquexe na Fórmula E

O piloto português António Félix da Costa (DS Techeetah) foi hoje segundo classificado na 10.ª prova do Mundial de Fórmula E, para carros elétricos, disputada em Marraquexe, Marrocos.
Comentários