Venezuela e Moçambique promovem cooperação “estratégica” na área espacial

O presidente da Agência Bolivariana para as Atividades Espaciais (ABAE) venezuelana, Adolfo Godoy, encontrou-se na terça-feira com a coordenadora da Agência Nacional de Desenvolvimento Geoespacial moçambicana, Odete Semião, de acordo com um comunicado.

planeta espaço universo

A Venezuela e Moçambique querem promover a “cooperação estratégica” na área espacial, avançou o Ministério da Ciência e Tecnologia venezuelano, no final de um encontro entre dirigentes dos dois países.

O presidente da Agência Bolivariana para as Atividades Espaciais (ABAE) venezuelana, Adolfo Godoy, encontrou-se na terça-feira com a coordenadora da Agência Nacional de Desenvolvimento Geoespacial moçambicana, Odete Semião, de acordo com um comunicado.

“Foi uma primeira aproximação oficial entre ambas as agências para abordar e explorar possíveis acordos de cooperação em matéria espacial, aplicações para dinamizar a economia e impulsionar o bem-estar dos nossos povos, bem como fortalecer a área de formação”, disse Godoy, na nota.

Odete Semião sublinhou que a Agência Nacional de Desenvolvimento Geoespacial quer usar a análise espacial para ajudar a criar e definir políticas públicas, estratégias de intervenção e planos de ação em Moçambique.

Em 1 de novembro, o vice-ministro da Venezuela para África, Yuri Pimentel, encontrou-se com o embaixador de Moçambique residente no Brasil, João Gamaliel Sepúlveda, para discutir cooperação em energia, educação e agricultura.

Pimentel disse que nos “próximos meses” será realizada a primeira Comissão Mista entre as duas nações, de acordo com um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiro venezuelano.

Em junho, a diretora-executiva da ABAE, Marglad Bencomo, disse que a agência está a preparar o Venesat-2, o segundo satélite de telecomunicações da Venezuela.

Recomendadas

FMI apoia Guiné-Bissau a redigir o novo regime de isenções fiscais

A missão liderada por David Baar, economista sénior do Departamento de Assuntos Fiscais do FMI, vai permanecer no país até sexta-feira e na segunda-feira já esteve reunida com os secretários de Estado do Tesouro, Orçamento e Assuntos Fiscais e os diretores-gerais das Alfândegas, das Contribuições e Impostos e da Previsão e Estudos Económicos.

Angola arrecadou 1,95 mil milhões de dólares com a venda de diamantes em 2022

Segundo o chefe do departamento de Planeamento do Gabinete de Estudos, Planeamento e Estatísticas do Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Alexandre Garret, do total de diamantes produzidos no ano passado, 8,71 milhões de quilates são provenientes da produção industrial e os restantes da semi-industrial.

Ucrânia. EUA respeitam posição de Moçambique, mas rejeitam neutralidade

“Não podemos ser neutros quando há um país que ataca outro, em particular quando esse país é membro do Conselho de Segurança da ONU”, referiu, numa alusão à Rússia.
Comentários