Venezuela: Governos da República e Regional analisam no Verão regresso de emigrantes

Os governos da República e Regional voltam a reunir-se em Julho para analisarem a situação dos emigrantes madeirenses regressados da Venezuela, em virtude da grave crise social, económica e política ali instalada e estudarem medidas a adoptar em função de um relatório que está a ser elaborado no Funchal.

Esta informação foi divulgada este fim-de-semana pelo executivo insular que pretende ter concluído naquela data, para apreciação, o relatório de avaliação, identificação de medidas e de agilização de procedimentos relativamente ao regresso de emigrantes da Venezuela.

Falando aos jornalistas antes da primeira reunião do denominado “Gabinete de Apoio aos Emigrantes regressados da República Bolivariana da Venezuela”, Sérgio Marques apontou as três prioridades do novel Gabinete:

“identificação das medidas que favoreçam a integração dos emigrantes regressados da Venezuela;

– identificação das medidas de agilização de procedimentos imprescindíveis para a integração dos mesmos na sociedade madeirense;

– avaliação do impacto, no Orçamento Regional, do regresso desses emigrantes”.

O governante considerou imperioso que a Região proceda à avaliação do impacto orçamental desse “desafio do regresso dos emigrantes da Venezuela”, matéria que será discutida com o governo da República que manifestou disponibilidade para acordar com a Região medidas de resposta a este fenómeno inesperado e que pode assumir uma dimensão muito maior, tudo dependendo da evolução da situação na Venezuela onde não existem de momento perspetivas de pacificação, dada a radicalização existente entre poder e oposição num conflito que causou dezenas de mortes e milhares de detenções.

Marques, que tutela na estrutura do governo madeirense as comunidades madeirenses e emigração, defendeu, num claro apelo dirigido aos madeirenses, que todos os emigrantes regressados da Venezuela devem ser “bem recebidos porque têm de ser tratados da melhor forma, fazendo jus à tradição da Madeira como região acolhedora, fraterna e hospitaleira”.

Recomendadas

Madeira regista 54 acidentes de viação no espaço de uma semana

No total houve 21 feridos ligeiros: oito no Funchal, três em Santa Cruz e Câmara de Lobos, dois na Ribeira Brava, na Ponta do Sol e em Machico e um em Santana. Houve também dois feridos graves no Funchal.

Câmara do Funchal lança campanha gratuita de recolha de “monstros”

O Município justifica a importância desta campanha, dado o aumento da produção de resíduos na quadra natalícia que se avizinha e de forma a garantir uma maior proximidade com a população. Os munícipes deverão contactar as respetivas Juntas de Freguesias para a devida inscrição, de modo a solicitar a recolha dos “monstros” na sua residência.

Madeira: Movimento de passageiros nos aeroportos ficaram a mais de 30% acima dos valores de 2019

Entre janeiro e setembro de 2022, o movimento de passageiros nos aeroportos da RAM foi de aproximadamente 3.062,5 mil, significando um acréscimo homólogo de 134% e de 17% face aos valores registados nos primeiros nove meses de 2019. 
Comentários