Via Verde vai ficar mais cara a partir de janeiro com serviços extra-portagens

A empresa gerida pela Brisa vai passar a contar com dois serviços: Via Verde Autoestrada e Via Verde Mobilidade, onde todos os serviços passam a estar diferenciados a um preço diferente.

Via Verde (Mobilidade)

Os serviços da Via Verde vão mudar a partir o próximo dia 5 de janeiro e as alterações implicam novos custos para os utilizadores. De acordo com o “Expresso”, a Brisa vai cobrar uma mensalidade de 0,99 euros a quem pretender usar os serviços Via Verde Mobilidade, ou seja, além do pagamento de portagens na autoestrada.

À publicação, a Brisa adianta que a oferta destes serviços tem crescido nos últimos meses e que irão aumentar consideravelmente a partir do segundo semestre de 2022, explicando a razão para a diferenciação entre os preços.

Neste serviço estão englobados serviços como estacionamento de rua, em parques públicos e mesmo o carregamento de veículos elétricos.

Para quem apenas pretende manter o serviço Via Verde Autoestradas, o preço fica nos 0,49 euros mensais ou 11,65 euros ao ano.

Recomendadas

Galp vai investir mais de cinco mil milhões no Brasil (com áudio)

A companhia quer investir mais na produção de petróleo, mas também nas energias renováveis.

Klarna permite pagamentos faseados em 870 marcas em Portugal (com áudio)

Prestes a completar o primeiro ano de operação em Portugal, a fintech sueca ultrapassou a marca dos 200 mil utilizadores nacionais da aplicação que permite dividir os pagamentos em três fases.

Prémio “João Vasconcelos – Empreendedor do ano 2022” atribuído aos fundadores da Coverflex

O prémio de “Empreendedor do Ano” foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, e por Bernardo Correia, ‘country manager’ da Google Portugal, entidade parceira desta edição.
Comentários