Viaje até aos presépios de encantar do Sotavento do Algarve

No Sotavento do Algarve, a recriação do nascimento do menino Jesus faz-se de figurinhas, sal e pessoas. Visite, pelo menos, em imagens, estes três presépios singulares.

Presépio gigante de Vila Real de Santo António. Com uma área de 220 m2, leva na sua construção mais de 20 toneladas de areia, 4 toneladas de pó de pedra, 2500 quilos de cortiça e 160 m2 de musgo. Caminha para a fasquia das 5000 figuras. Para lhe dar vida foram necessários mais de 40 dias e 2500 horas de trabalho. Está patente ao público no Centro Cultural António Aleixo, até  7 de janeiro de 2018, podendo ser visitado das 10h00 às 13h00 e das 14h30 às 19h00 e no dia 1 de janeiro das 14h30 às 19h00.

Presépio de Sal em Castro Marim. Patente na Casa do Sal, promove o grande motor económico, social e cultural de Castro Marim: o sal  e sublinha a ligação simbiótica desta vila algarvia à atividade salineira. Para a construção do presépio foram necessárias 6 toneladas de sal, para uma espaço com cerca de 80m2, e um mês de trabalho para reunir esculturalmente as cerca de 3800 peças que o compõem. Pode ser visitado até  6 de janeiro, entre as 19h30-12h30 e as 14h00-17h30, com exceção dos dias 25 de dezembro e 1 de janeiro, que funcionará entre as 15h00 e as 18h00.

Odeleite, Aldeia Presépio. Nesta freguesia do concelho de Castro Marim promove-se uma das mais fiéis e belas recriações do nascimento de Jesus. Nos dias 16 e 17 de dezembro, mais de 50 figurantes trajados à época, artesãos e produtores do concelho dão vida a um Presépio Vivo.

 

 

Recomendadas

Sindicatos desconvocam greve no Metro de Lisboa marcada para quarta-feira

No entanto, a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações entregou um novo pré-aviso de paralisação para 25 de outubro.

Saiba onde vão estar os radares da PSP neste mês de outubro

A Polícia de Segurança Pública tem uma lista de locais onde haverá operações de controlo de velocidade. Em Lisboa, esta quinta-feira, a ação ocorreu no Arco do Cego. Amanhã o foco será Amadora, Setúbal, Portalegre, Leiria, Bragança, Braga e Beja.

Projeto premiado limpa e reaproveita lixo do fundo do mar

Pólo de Inovação em Engenharia de Polímeros, interface da Universidade do Minho, e empresas Neutroplast, JustDive e Bitcliq vencem Prémio Inova+ e querem retirar cinco toneladas de plástico junto a Peniche para produzir 2,5 toneladas de pellets.
Comentários