Vídeos no Facebook vão mudar, e não é para melhor

Objetivo é arranjar uma forma de rentabilizar o conteúdo produzido pelos seus criadores que decidam usar o Facebook para a sua distribuição.

O Facebook irá introduzir uma série de alterações à sua política de distribuição e rentabilização de vídeos, que passará pela existência de publicidade no início dos vídeos.

Num texto publicado por dois responsáveis da rede social, é explicado que enquanto hoje a maioria dos vídeos vistos no Facebook acontecem no feed de notícias, mas a rede social pretende que a maior parte dos vídeos que requerem um maior “compromisso” (séries de vídeos, em vez de conteúdo isolado) passem a ser vistos no Watch, que pretende ser uma espécie de YouTube do Facebook.

Este será o espaço onde o Facebook espera que os criadores de conteúdos coloquem os seus produtos, esperando que os “rentabilizem” através da publicidade inserida no início dos seus vídeos. O objetivo é facilitar o acesso dos utilizadores a esses conteúdos, e permitir aos seus criadores alcançarem públicos maiores.

 

Recomendadas

Chuva atingiu em 24 horas 63% dos valores de todo o mês de dezembro

Patrícia Gomes, meteorologista de serviço no Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), disse à agência Lusa que a precipitação caída desde o final da tarde de quarta-feira “não tem nada de extraordinário, uma vez que é inverno e situações de chuva são bastante recorrentes nesta altura do ano”.

Mau tempo. Mais de 100 pessoas obrigadas a sair de casa na Amadora, segundo a Proteção Civil

O comandante de operações José Miranda disse à Lusa que desde o início do alerta – 00:00 de dia 07 até às 07:00 de hoje – foram registadas 849 ocorrências

Mau tempo: Sapadores de Lisboa registam 292 ocorrências devido a inundações

Fonte dos Sapadores Bombeiros de Lisboa disse à Lusa esta manhã que das 292 ocorrências registadas, “a grande maioria, 162 foram inundações em espaços privados, habitações, e 96 na via pública”.
Comentários